ID de linha

Obtenção [editar editar código-fonte]. A linha pode ser obtida de drops, quebrando teias, pescando e como presentes de gatos.As cordas podem ser saqueadas do templo da selva, templo do deserto, baús e calabouços.. Drops [editar editar código-fonte]. Aranha e aranhas das cavernas dropam 0-2 linhas após a morte. O máximo é aumentado em 1 por nível de Looting, para um máximo de 0-5 ... atualmente eu uso o seguinte comando na minha função javascript para que force a quebra de linha. mensagem = document.getElementById('id_textarea_conteudo').value.replace('\n','<br>'); Porém não resolveu meu problema, porque ao invez de quebrar todas as linha puladas da mensagem, esta quebrando apenas a primeira linha. exemplo: ‎LINE reshapes communication around the globe, bringing you closer to your family, friends, and loved ones—for free. With voice and video calls, messages, and a limitless variety of exciting stickers, you’ll be able to express yourself in ways that you’ve never thought possible. With over 600 million… Criador Intuitivo e Delicado de Linha do Tempo. Use o criador de cronograma Edraw para ilustrar os marcos de seu projeto e tornar seus relatórios chatos vívidos. Escolha um dos modelos para iniciantes do Edraw e altere os ícones, cores, planos de fundo e fontes para atender às suas necessidades. Baixe Agora Baixe Agora Baixe Agora LINE is a new communication app which allows you to make FREE voice calls and send FREE messages whenever and wherever you are, 24 hours a day! Categoria LINHA ID. Ordenação: resultados por página: REPOR COM 30 SACHÊS BIOLAB R$ 134,29 2x de R$ 67,15** ! Valor em 3x sem juros para compras com parcela mínima ... A recusa de uso de cookies no website pode resultar na impossibilidade de ter acesso a algumas das suas áreas ou de receber informação personalizada.

Técnico e jogador do Confiança-SE testam positivo para o Covid

2020.08.27 19:41 futebolstats Técnico e jogador do Confiança-SE testam positivo para o Covid

A dois dias do próximo jogo pela Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Matheus Costa, do Confiança (SE), e um jogador do clube, cujo nome não foi revelado, testaram positivo para o novo coronavírus (covid-19). Ambos já estão em isolamento social e não viajam para Florianópolis (SC), onde o Confiança enfrenta o Figueirense, pela sexta rodada do torneio, no próximo sábado (29).
De acordo com nota oficial do clube, os exames foram realizados ontem (26) em 35 profissionais do Dragão, entre membros da comissão técnica e atletas. O técnico Matheus Costa apresentou sintomas da covid-19, mas não especificou quais foram. Já o jogador está assintomático.
“Dois resultados foram positivos para o novo coronavírus, entre eles, um atleta e um integrante da comissão técnica, o técnico Matheus Costa. O jogador encontra-se assintomático, em isolamento domiciliar e não terá o nome revelado. O treinador também está em isolamento domiciliar desde o início dos sintomas. O departamento médico do clube está acompanhando e dando todo o suporte necessário.”

Ver essa foto no Instagram
Em tarde de estreia do técnico Matheus Costa, mesmo com todas adversidades
do jogo, com campo sem condições de jogo, linhas marcadas com cal (não é permitido), maqueiro soltando fogos de artifício em nosso banco de reservas, segurança comprometida, ainda assim saímos com a liderança garantida, após empate conquistado com gol de Reis no último minuto de jogo.⠀ ⠀ @luiizneto⠀ ⠀ #SegueOLíder #SegueOInvicto #Confiança #ADC #CampeonatoSergipano
Uma publicação compartilhada por AD Confiança (de ) (@confiancaoficial) em 19 de Fev, 2020 às 2:24 PST
No último domingo (23), o clube, sem revelar a identidade, divulgou que um outro jogador contraiu o vírus. Ele também não viajará para Florianópolis. O Dragão vem sendo bastante afetado desde o início da pandemia. Ao todo, 13 atletas azulinos já desfalcaram a equipe em jogos anteriores, por terem testado positivo para a covid-19. Todos eles já estão recuperados.
Confira AQUI a tabela de classificação da Série B.
O post Técnico e jogador do Confiança-SE testam positivo para o Covid apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3gAjMNG
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.07.23 10:22 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte III – A PREPARAÇÃO INTRODUÇÃO pt 5 ferramentas (2011)

Algumas ferramentas virtuais úteis que podem auxiliar em sua preparação para o CACD são:
- Blog Estudos Diplomáticos: http://estudosdiplomaticos.blogspot.com/
- Boiling Neurons: http://boilingneurons.com/ (resumos para o CACD; não tem muita coisa, mas pode haver algo de útil)
- grupo “Instituto Rio Branco” no Facebook: http://www.facebook.com/groups/institutoriobranco/
- biblioteca virtual do grupo do Facebook, com diversos materiais para a preparação, como textos, resumos, espelhos de provas de anos anteriores etc. (vale dizer que nem tudo ali é leitura indispensável, mas há algumas coisas boas):
http://www.4shared.com/account/diYU1dnvts/sharing.html?rnd=81
- comunidade “Coisas da Diplomacia” no Orkut: http://www.orkut.com.bCommunity?cmm=40073 – é verdade que o Orkut está ultrapassado, razão pela qual a comunidade deve ficar mais vazia a cada dia. O que havia de mais interessante nela eram tópicos antigos sobre a carreira, sobre o concurso etc. Li dezenas desses tópicos e procurei reuni-los neste documento, para que você não tenha de entrar na comunidade e fazer toda a busca de novo, como eu fiz. Com o crescimento do grupo do Facebook, acho que a comunidade tem ficado completamente dispensável. Cito-a apenas para o caso de alguém só ter Orkut, não Facebook.
- Diário de uma Jovem Diplomata: http://jovemdiplomata.blogspot.com/
- Fichas Marra: http://fichasmarra.wordpress.com/ (clippings e resumos para o CACD)
- grupos de emails: “CACD IRBr” (http://br.groups.yahoo.com/group/cacdirb); “Dilogo Diplomtico” (http://br.groups.yahoo.com/group/dialogodiplomatico/).
- Introdução à Economia – UnB: http://www.unb.bface/eco/inteco/ (página da disciplina de Introdução à Economia da UnB, com muitas listas de exercícios, textos, vídeos e reportagens interessantes de Economia).
- Podcasts da Rádio Ponto – UFSC (há alguns podcasts interessantes sobre História, por exemplo): http://www.radioponto.ufsc.bindex.php?option=com_content&view=category&id=3&Itemid=3 http://www.radioponto.ufsc.bindex.php?option=com_content&view=category&id=6&Itemid=6
- Política Externa: http://www.politicaexterna.com/
- REL UnB: http://relunb.wordpress.com/ (já citado anteriormente, contém vários resumos, dicas, textos e obras completas para download de diversos temas de Relações Internacionais).
- Site do MRE: http://www.mre.gov.b (há muita informação útil, muitos “resumos” de determinados conteúdos de política externa brasileira, além de seleções diárias de notícias dos principais jornais do Brasil e do mundo).
📷 Decorar datas, fatos, nomes etc. pode ser muito chato. Por isso, nada melhor que inventar maneiras alternativas de fazê-lo. Inventei músicas, recursos mnemônicos, tudo que pudesse ajudar a lembrar- me das coisas mais facilmente. Com caneta de quadro branco, eu escrevia algumas dessas coisas no azulejo do banheiro e ficava decorando durante o banho. Antes do concurso, eu acharia isso exagero e loucura. Hoje, acho que foi importantíssimo para me ajudar a gravar muitas informações, como nomes de presidentes e de chanceleres, dados estatísticos, datas, eventos. Nas semanas das provas de terceira fase, a parede sempre ficava cheia de coisas das matérias da respectiva semana. Durante as provas, alguns desses esquemas que fiz ajudaram bastante (principalmente História do Brasil, Política Internacional e Direito; anotei e decorei algumas palavras e expressões “bonitas” para a redação de Inglês também).
Além disso, fiz, imprimi e colei na parede, em frente à minha mesa de estudos, uma linha do tempo com os nomes de todos os presidentes do Brasil e de seus respectivos chanceleres (apenas os chanceleres do Barão do Rio Branco para cá, exceto os interinos), dos presidentes norte-americanosapós a década de 1920 (e dos Secretários de Estado do Kissinger para cá), dos reis/rainhas e dos primeiros-ministros britânicos (os mais importantes a partir da Primeira Guerra Mundial) e de todos os presidentes argentinos desde Perón (primeiro mandato). Sempre que queria dar um tempo nas leituras, eu virava para a linha do tempo e decorava alguma coisa. Esse documento está disponível para download no “REL UnB”.
Todas essas informações podem ser de grande valia, para ser empregadas como complemento a uma resposta na terceira fase. No mínimo, impressiona um pouco a banca, o que já é alguma coisa. É claro que, se você estiver com muito menos tempo que eu tive de preparação, isso pode não ser possível. De todo modo, fica a sugestão.
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.07.17 02:21 Marack_ TUDO FOI FEITO PELO SOL (Conto)

O escritor despertou com lágrimas nos olhos. Qual teria sido o pesadelo a lhe perturbar? Tentou recordar por alguns segundos enquanto se revirava na cama, mas não tardou a desistir. Jamais lembraria. A sensação de acordar com esse nó na garganta era tão recorrente, porém a reminiscência dos sonhos ruins sempre lhe escapava a consciência. Tinha a intuição que revisitava o mesmo pesadelo todas as noites, mas não conseguia evocar na memória seus flagelos oníricos. Apesar da curiosidade, no fundo achava melhor assim. Que bem lhe faria recordar o amargor na alma? De apavorante, já basta a realidade – pensou, sentindo-se ridículo pelo clichê. Enxugou o rosto no lençol, inspirando profundamente na expectativa dos pulmões se impregnarem de coragem enquanto levantava da cama com a visão ainda embaciada pelo torpor do despertar. Assim que dera o primeiro passo a caminho do banheiro, enroscou o pé em um par de chinelos ali estrategicamente colocados pelo azar, ocasionando um torcilhão no tornozelo que lhe obrigou a acostar uma das mãos no peitoril da janela afim de evitar o nariz quebrado. A outra, aspirando equilíbrio, se agarrou ao blecaute das cortinas – outrora alvas, agora amareladas – permitindo o adentrar de uma faixa de luz externa pelo vidro exposto, o que inundou de vida a imundice de semanas sem limpeza do seu pequeno apartamento. De imediato – tal qual um reflexo reptiliano – sentiu aquele calafrio convulso subindo-lhe a espinha dorsal com a invasão indesejada. Bloqueou como pôde o facho de sol, desabando sobre o assoalho de madeira com a sensação de que o brilho celeste havia sugado dele qualquer resquício de energia. Sempre o tremor incontrolável contiguamente seguido de um aplastamento mental que a inconveniente recordação causava em seu âmago. Há quanto tempo atrás o medo – esse ditador interno inflexível, tomara conta de seu corpo pachorrento? Oito meses? Nove? Dez anos? Apesar da vividez das minudências em sua memória, tinha vaga lembrança da cronologia do passado após o incidente. Tudo parecia-lhe muito nebuloso nesse aspecto, embaralhado como se os dias fossem cartas desordenadas em uma trapaça do jogo da vida. Se falassem para ele que ocorreu há mais de década, faria mesmo sentido quanto contarem que tudo se passara ontem. Além do que, nessa altura pouco importava, a única convicção do escritor era que o trauma aparentava tão enraizado em seu cerne que duraria o resto de sua fugaz existência, tendo o culpado por seu destino já condenado sem direito à apelação: era Hélio, o deus do sol. O problema da sentença é quem cumpria a pena – encarcerado em um apartamento – era ele.
Ainda prostrado no chão, apertando o tornozelo na tentativa de serenar a algia, tendo o dorso apoiado na parede e o crânio pressionado com raiva contra a cortina – como se fosse plausível aplicá-la uma penitência por não ter violado a lei da ação e reação, permitindo a passagem da luz solar – reviveu em recordação o exato recorte em que sua vida seria marcada pelo pavor.

Era solstício de verão segundo a capa do periódico que folheava aquela manhã enquanto bebericava sua xícara de café, hábito que adquiriu desde que mudara para a cidade. Pra ele, o dia só desenrolava depois que virasse a página derradeira do jornal, geralmente coincidindo com o último gole – nessa altura já frio – da bebida matinal. Na reportagem sobre o solstício constava que a Terra, com seu hemisfério sul inclinado em direção ao sol, seria palco do dia mais longo do ano. Esse fato fez o escritor abrir um largo sorriso, feliz pela possibilidade de gastar mais tempo no parque escrevendo antes da lua encerrar o expediente e assumir o papel de protagonista do firmamento.
Abriu a janela para fumar um cigarro – costume recém incorporado ao seu ritual matutino – constatando que realmente era uma manhã demasiada cálida e abafada. O calor não era inquilino comum na região, surpreendendo-o com aquela sauna a céu aberto. Pitou o cigarro até a metade, apagando a brasa no fundo da xícara de café que estava na pia, jogou na mochila o que precisava para escrever e desceu as escadas a passos largos rumo a seu local de inspiração.
Chegando no parque esbaforido pela caminhada, tomou a iniciativa de comprar uma garrafa de água do único ambulante que encontrara sob aquele sol, percebendo que nem a caixa térmica do vendedor conseguia manter a temperatura agradável. – Que calor infernal! – Vociferou o sujeito, assustando o escritor – Parece castigo de Deus!
Pagou o homem e foi em busca de um lugar tranquilo para sentar. Ao se acomodar, apercebeu que não avistara uma única nuvem sequer no céu. O resultado do mormaço implacável era que haviam somente alguns poucos aventureiros no gramado do parque, malgrado esses que lá ainda permaneciam já darem sinais que não tardariam a serem vencidos pelo astro rei. Ele – apesar do suor descendo pelas têmporas, pingando na camisa de linho bege – começava a achar aquele calor propício o suficiente para tirá-lo da inércia criativa e forçá-lo a se concentrar no capítulo final da história que estava escrevendo. Talvez fosse isso que precisava pra sua imaginação aflorar, um delírio causado pelo sol – pensou e sorriu com a imagem que formara na mente enquanto enxugava a transpiração na testa. Essa saga se arrastava por semanas, já havia escrito inúmeros desfechos pro livro, nenhum lhe agradava a ponto de ser coroado. Lembrava que na semana que começou a redigir a trama, rabiscou o arremate perfeito em um dos cadernos de bolso que usava sempre para registrar suas divagações, porém no desenrolar dos capítulos deduziu que sua conclusão careceria pequenos ajustes. Quando enfim chegou o momento de botar o epílogo no papel, releu o rabisco anotado e pareceu-lhe exageradamente piegas. A trama havia tomado outro rumo, não poderia terminar a história com tal desenredo, mas de que maneira concluiria? Tentou diversas proposições, os dias foram passando, nada parecia estar à altura dos capítulos pregressos, até que... Será? Uma centelha de inspiração brilhou durante um dos sonhos naquela noite. Acordara extasiado e lá estava ele no parque cercado de seus cadernos, jurando para si que só regressaria para o apartamento com o ponto final que encerraria o hiato criativo.
Lá pelas tantas, debruçado na grama e em pensamentos, já vislumbrando o êxito enquanto batia intrepidamente nas teclas que davam formas terminativas a sua obra, lhe ocorreu a sensação que o sol parecia estático no céu. Estava ali há quanto tempo? Pelo julgar de sua lembrança, no mínimo quatro horas desde que começou a escrever, o suficiente para o calor dar uma trégua, porém a impressão era que ao invés de esmaecer, a temperatura parecia intensificar. Quando constatou isso, sentiu sede. Abriu a garrafa de água, tomou o primeiro gole, cuspindo o resto que ficara na boca. O líquido estava a ponto de virar gasoso de tão férvido. Despejou o que sobrou na garrafa em sua mão e levou à nuca. Sentia seu pescoço ardendo em brasa, quem sabe a água, ainda que quente, ajudasse a aplacar o calor. Fitou o antebraço com olhar de espanto. Seriam bolhas de queimadura na sua pele? Piscou, mantendo as pálpebras cerradas por alguns instantes. Ao abrir, haviam sumido. Estava delirando? Muito sol na fronte? Obviamente não se sentia bem. Uma ânsia subiu pela sua garganta. Olhou para cima, como se negociasse um armistício com a estrela, porém a única coisa que ganhou com essa súplica fora um raio de sol lhe cegando integralmente a vista. Ao virar a cabeça na tentativa de escapar da claridade ofuscante, foi cúmplice da cena que ficaria cravada nas entranhas e ranhuras do seu cérebro.
A tragédia durou uma fração de segundos, mas para o escritor, o tempo – como já havia lido que ocorria em momentos assim – desacelerou, passando em câmera lenta, quadro por quadro, eternidade comprimida em um instante. Sua visão ainda debilitada pelo clarão estreitou sobre um homem que, cambaleante, dava sinais de estar prestes à desmaiar. Percebeu o contorno da faca na mão do sujeito. O aço da lâmina refletindo o brilho solar enquanto o indivíduo – esvaído de consciência, desfalecia. Caiu com a faca atravessada em seu peito. O sangue tingindo de vermelho a toalha xadrez sob a cesta de piquenine enquanto uma criança que estivera sentada ali todo o tempo soltava um grito choroso que ecoaria perpetuamente pelo silêncio do seu apartamento.
No periódico do dia seguinte deixado sobre o capacho da porta do escritor constava na matéria de capa que, segundo o plantonista presente no local, o falecido sentiu uma síncope devido à insolação, ocasionando o trágico acidente. Na notícia detalhava também a informação que pai e filha estavam comemorando o aniversário atrasado de oito anos da menina. Na última linha citava ainda um cidadão que presenciando o infortúnio, precisou ser internado para observação, pois – atônito – repetia copiosamente que a culpa era do sol.

O escritor enfim levantou-se do chão, percebendo o molde que os pés deixaram na poeira do assoalho. Ficara tempo demais chafurdando as memórias do trauma, o suficiente para embotar a sua constante frágil disposição de seguir com o dia. Sentiu que a manhã passava de maneira arrastada. Observou também que sua existência – assim como a manhã, estava se arrastando. Não via mais razão para continuar seguindo nesse plano. A impressão que tinha é que aquele incidente abriu a fechadura de uma caixa de pandora, liberando inúmeros demônios que estavam espreitando em seu subconsciente. Buscou ajuda médica, tentou diversos medicamentos – legais e ilegais; frequentara várias terapias – baseadas em evidências e alternativas, mas nada parecia surtir efeito duradouro. Algumas tentativas até causavam uma leve melhora no início, mas não tardava a voltar para o fundo do limbo de onde parecia tropegamente estar saindo.
Ligou a televisão procurando uma distração para acelerar a passagem do dia, trocando os canais sem conseguir focar sua atenção em nenhum. Havia perdido essa capacidade também. Foco era um conceito distante, meramente teórico. Mediar a briga entre seu id e superego lhe esgotava o vigor, não restando forças para se concentrar em qualquer outra atividade. A vida agora se resumia em projetos inacabados. Prova cabal disso era seu livro inconcluso empoeirando em alguma gaveta, pendendo ainda um final. Nunca mais fora capaz de escrever de maneira consistente. Nos momentos de rara inspiração, tentava algumas linhas tortas aqui, outros parágrafos desconexos ali, nada que conseguisse dar continuidade. O destino final dessas folhas sempre era o lixo. Dessa maneira o desfecho para sua obra nunca pareceu tão distante.
Deixou a tevê ligada em um documentário monótono aonde o narrador com a voz arrastada divagava sobre a formação dos planetas e foi pra cozinha requentar o resto do almoço que sobrara de ontem, uma gororoba de tudo que havia encontrado na geladeira. Satisfeito, largou o prato sujo na mesa, serviu-se de uma taça de vinho e deitou no sofá para ler. Dormiu na segunda página.

Durante o sono, notou a presença de outro alguém em seu apartamento. A sombra no canto da sala se assemelhava a silhueta de um homem franzino, lembrando seu pai há muitos anos falecido, mas estava absconso demais para ter certeza. – Quem está aí? – sussurrou apavorado com aquela intromissão a sua rotineira solidão – Me deixe em paz, figura inoportuna. Apesar da tragédia em que me encontro, não sou Hamlet para desejar visitas paternas do além.
O contorno – desacatando sua ordem – foi aos poucos tomando forma enquanto se aproximava, até que ficara nítido o suficiente para ser reconhecido. Como se tivesse frente à um espelho, o escritor se viu prostrado diante de si. Estava em mais um de seus pesadelos. Lúcido da situação que se desenrolava, procurou despertar, mas o esforço foi em vão.
– Eu sou você. – Proferiu sua persona onírica – Nossa única distinção é que venho despido dos medos e traumas que te consomem. Esses demônios já domaram suficiente seu espírito, lhe privando o viver! Após incontáveis sonhos hostis, hoje você encontrará a redenção. Quando despertar desse sono, terá superado para sempre suas inúmeras psicoses arraigadas!
Imediatamente após escutar a sentença, como se nela constasse as palavras que vocalizadas fossem capazes de evocar uma metamorfose, o escritor experienciou-se trocando de matéria com seu clone morfeico, se sentindo totalmente liberto das agruras que lhe aprisionavam. Após cumprida a profecia, seu antigo eu expirou vanescendo no ar, deixando ele absorto com a experiência quimérica.
Querendo pôr à prova sua cura, abriu a porta do apartamento e partiu em disparada para o parque em que tudo ocorrera. A esfera celeste brilhava pujante no horizonte, cintilando sobre as pessoas dispersas no gramado. Estava são novamente. Ao invés de tremores, sentiu-se revigorado com a luz iluminando o mundo. Tudo parecia imbuído de energia. Viu a vida seguindo seu fluxo e o sol tendo papel crucial na ordem cósmica. Lembrou de imediato do documentário na televisão aquela manhã que falava sobre como os elementos químicos naturais eram forjados no núcleo das estrelas, e assim aparentou ter um instante epifânico aonde compreendia a origem do universo em que estava inserido, clareando na consciência a inspiração para o final do seu livro. – Eureca! É isso! O desfecho transcendente que tanto perscrutei nessa peregrinação pelos confins da minha alma! – Chorou, e ao sentir o sal da primeira gota escorrendo pelos lábios, acordou.
O escritor despertou com lágrimas nos olhos. Qual teria sido o pesadelo a lhe perturbar?
submitted by Marack_ to rapidinhapoetica [link] [comments]


2020.05.13 17:50 ThorDansLaCroix E se quem busca dar "esmola" eh a direita e nao a esquerda?

contestção eh bem vindo. Apenas não seja um drama queen.
"Dar esmola" para a população não surgiu com políticos e governos de esquerda, mas sim da direita (Thomas Paine, Bismarck, Milton Friedmann, Hayek, George McGovern, Andrew Yong, etc), como forma de garantir a liberdade econômica e consequentemente individual.
Thomas Paine, um dos fundadores dos EUA e filósofo, defendia a renda básica em 1797, em um panfleto que ele escreveu chamado Justica Agraria: https://en.m.wikipedia.org/wiki/Agrarian_Justice

Individualismo e Socialismo Classico.

O movimento republicano assim como os movimentos libertários tanto de esquerda quanto de direita, surgiram com o iluminismo que se baseia nos princípios do individualismo como forma de liberdade individual, contra o socialismo clássico que existia no período pré-iluminista.

Socialismo classico:

Não deve ser confundido com o que visto como socialismo hoje. Socialismo é um nome usado para duas coisas bem distintas. Igual a palavra Manga que é uma palavra usada tanto para uma fruta quanto para um pedaço de uma roupa.
O socialismo clássico era o que existia na sociedades classicas, medieval e principalmente nos povos Teutônicos e finalmente Prússia. Tal socialismo defende hierarquia social em que ao invés de competir individualisticamente para subir na hierarquia social, as pessoas se focam nas áreas em que ela se iniciam para melhor desenvolver suas habilidades nessa área, e assim acaba trabalhando não para a sua própria glória individualista mas pela glória de sua sociedade, ao qual acreditam que a competição individualista corrompe. Em outras palavras, ao se tornar caixa de mercado o indivíduo não sonha em mudar de carreira e um dia ser médico, advogado, político ou celebridade, mas somente em ser um bom caixa para a melhor organização de sua sociedade.
Ao mesmo tempo aceita os privilégios de classes como políticos, e privilégios sanguíneos (étnicos) ou nacionalistas (não confundir com patriotismo).
É por isso que pessoas que são contra imigrantes, que defendem privilégios de classes por ser rico, por ser advogado ou por ser empresário, costumam ser chamados de fascistas (o que não quer dizer que todos que usam esse termo saiba o motivo de estarem usando, a maioria das pessoas apenas seguem o rebanho).
Esse socialismo clássico eh de onde vem o fascismo e o Nazismo (que eh um fascismo exacerbadamente populista).
Veja: A Republuca de platao ; Prussianism and Socialism de Oswald Spengler.

Individualismo (Iluminismo e seu princípio de liberdade).

O Iluminismo político na França e econômico na Inglaterra surgiram como movimentos de emancipação do camponês e artesãos dos senhores feudais (proprietários de terras), o que se resume em liberdade politica e economica (atuar individualmente com objetivos de ascensão individual).
E é daí que vem os princípios republicanos, socialistas, comunistas, anarquistas (de direita e esquerda) que temos hoje no campo de direita e esquerda.
Em resumo: Esse socialismo clássico não é contra o capitalismo mas sim contra a emancipação individual que engloba tanto o Republicanismo quanto o socialismo e comunismo que conhecemos hoje, que partem dos princípios dos interesses individuais.

República como forma de garantia da emancipação individual.

Após a primeira e maior revolução política na Europa, a Revolução Francesa, os artesãos e produtores que antes serviam a nobreza, e por isso convivem próximos aos nobres, tomaram o poder político e os camponeses, pequenos comerciantes e demais trabalhadores continuam na miséria, fome, etc. E eh por isso que surgiram movimentos libertarios.
A república que formou o Estado-Nação surgiu com o princípio de proteger a emancipação das pessoas (proteger terras, bens e contratos) com a polícia/exército estatal e demais instituições burocráticas, que tem o monopólio da violência/coerção. Assim o pequeno proprietário de terras tem sua terra protegida de grandes proprietários e seus exércitos privados. E grandes proprietários já não precisam de exército privado para proteger suas terras.
Inevitavelmente a República que protege terras privadas e bens, acaba criando as condições ideais para o desenvolvimento capitalista. Pq a principal artéria do sangue que dá vida ao capitalismo é antes de mais nada o movimento de mercadorias (logística) pelos comerciantes que compram dos produtores e levam aos consumidores. A proteção do estado fez florescer produtores, comerciantes e circulação de mercadoria.

Bem estar social como forma de suporte da população aos princípios iluminista republicano.

O fim do Feudalismo e demais tradições da idade média deixou muita gente descontentes. Entre eles não estavam apenas os ascendentes de nobres e antigos proprietários de terras (que perderam boa parte de suas terras e riquezas para os camponeses, mas também artesãos.
Os artesãos que na Idade Média tinham estabilidade econômica e social garantido pelas Guildas, que protegiam o mercado, perderam tal estabilidade com o iluminismo, liberdade e competição individual no mercado livre. Eles agora tinham que batalhar para não perderem mercado e não corresse risco de cair para a classe trabalhadora. No entanto, para conseguir se manter competitivos eles precisavam de dinheiro ao qual se viam obrigados a obter na forma de empréstimos.
Esses artesãos da Idade Média se tornaram a classe média no mercado livre, ao qual estavam sempre endividados e tendo que trabalhar para pagar juros de dívidas aos bancos.
Os bancos e demais instituições de créditos privados formaram a nova classe social que ascendeu rapidamente (a classe econômica), ao qual a classe média via como parasitas por ganhar dinheiro com juros de dívidas (ou seja, com o trabalho alheio e sem ter que trabalhar).
Essa visão da classe média (pequenos capitalistas) já vinha desde a Idade média onde a cobrança de juros era proibido pela igreja por isso mesmo, mas que também garantia o poder econômico e político dos proprietários de terras (senhores feudais).
Sendo assim, os antigos senhores feudais e ascendentes de nobres faziam campanha política para a volta do sistema como tal era na Idade Média. Usando o direito sanguíneo das posses de terra e aos privilégios políticos (movimento pan-europeu). Eles viam a classe media (pequenos capitalistas) como os seus maiores defensores. ( Ver : Origens do Totalitarismo de Hannah Arendt.
Bismarck ao tentar modernizar a Prússia com os princípios republicanos e buscando acabar com a influência dos antigos senhores feudais, foi um dos primeiros no século 19 a oferecer auxílio social, como forma de garantia a classe média de estabilidade sócio-econômica assim fazendo com que não defendem mais as campanhas políticas do antigo poder. Bismarck nao era socialista mas pelo contrario. Tal como Keynes eles apenas buscam formas de assegurar o capitalismo e os princípios de liberdade individual, contra aquele que buscam o fim do sistema.
Por outro lado, o incômodo que a classe média tinha com a classe econômica continuava, não só por ter que pagar juros de dívidas mas sim pq o próprio estado dependia do empréstimo de grupos de famílias de tal classe ao qual acreditavam que tal classe era quem no final tinha o poder do estado aos seus interesses e grandes capitalistas.
A social democracia surge com a união da classe trabalhadora e classe média urbana contra os grandes industriais, classe política e classe financeira. A social democracia por mais que inicialmente esperasse que um dia e naturalmente o capitalismo ruísse com a maior emancipação da classe trabalhadora e classe média, da classe dos grandes industriais e econômica, ela nunca foi de fato contra a os ideais republicanos e consequentemente nunca foi contra o capitalismo.

A doutrina do trabalho.

Os libertários tanto de direita quanto de esquerda surgiram por desacreditar que o poder político do estado não possa ser corrompido por uma elite. Karl Marx em sua fase libertária explica como o estado republicano sempre acaba sendo do interesse do poder de uma elite que garante as vantagens das condições capitalistas a eles ( Ver : 18 de Brumario de Louis Napoleao ).
Mas a esquerda de fato, movimento e partidos que buscam eliminar conflitos de classe ou pelo menos criar condições de vantagens políticas/econômicas a classe trabalhadora, nunca foi de propor assistencialismo. Principalmente Marxismo, não vê dinheiro como forma de criação de valor mas sim trabalho industrial. Para a esquerda, a moradia gratuita, a terra livre, o acesso a bens não é esmola, não é caridade, mas sim o valor que as pessoas obtêm em retorno da sociedade como fruto de seu trabalho.
Eu sei que muitos da direita acusa a esquerda de eliminar a desigualdade, mas a esquerda nunca acreditou no fim da desigualdade, ao qual não tem nada a ver com o que defendem no fim das classes sociais.
Essa doutrina do trabalho também é a principal engrenagem do capitalismo, ao qual o assistencialismo e investimentos públicos são apenas para as pessoas tenham condições mínimas para trabalhar como também para aceitar o sistema acreditando que ele pode manter a estabilidade sócio-econômica das pessoas. ( ver : A etica protestante e o espirito do capitalismo de Max Weber; The problem with work de Kathi Weeks)

O poder financeiro.

E hoje em dia a social democracia está praticamente morta. O motivo do ultra conservadorismo ter crescido na Europa não foi por causa de refugiados, de imigrantes ou do politicamente correto. Foi por causa da desindustrialização que levou ao enfraquecimento dos sindicatos, dos partidos de esquerda e da social democracia. Na Alemanha, Suécia, Áustria, etc, a os sociais democratas fazem coalizão com partidos centristas e conservadores cristãos. E os partidos ditos socialistas são na verdade centristas (mesmo o PT no Brasil nao tem nada de esquerda. Os esquerdistas sairam a rodo do partido logo no inicio do mandato de Lula). Sem opção, as pessoas que são contra o status quo encontram seus caminhos do ultra conservadorismo (nacionalismo, etnicismo, hierarquia social, etc), de movimentos que usam a fachada do anarquismo e liberalismo quando na verdade estão por trás buscando muitos dos princípios do socialismo clássico (de onde vem o fascismo).
O que não quer dizer que todo libertário de direita seja racista, fascista, etc. Por outro lado muitos acabam pisando nessa linha acreditando na fachada política da "liberdade individual e econômica". Ou vc acha mesmo que Bolsonaro liga realmente para a liberdade individual e econômica de alguém quando ele a vida toda sempre defendeu abertamente o eugenismo e privilégios da classe política?
A doutrina do trabalho que vinha do socialismo clássico, criou as bases capitalistas e socialistas/comunistas, entra em choque com o mundo em que o trabalho transformativo industrial some, ou porque as indústrias vão para o oriente em que a mão de obra está mais barata, ou por causa da tecnologia que faz aumentar a produtividade e automação.
Libertários e Republicanos que veem o dinheiro como forma de emancipação econômica e política (e não o trabalho), e principalmente os que já previam automacao, sempre defenderam renda básica e demais formas de redistribuição de riquezas.
Enquanto muitos acham que distribuicao de riqueza eh coisa de socialista e comunista, a real eh que a distribuição de riqueza eh que garante os alicerces do capitalismo, do mercado livre e da liberdade individual.

Hayek

Hayek um dos mais famosos libertarios da Escola Austriaca que defendia a renda minima basica universal.
“a certain minimum income for everyone … a sort of floor below which nobody needs to fall even when he is unable to provide for himself.” https://books.google.de/books?id=nclLLOfnGqAC&pg=PA55&dq=a+certain+minimum+income+for+everyone,+or+a+sort+of+floor+below+which+nobody+need+fall+even+when+he+is+unable+to+provide+for+himself&hl=en&sa=X&ei=DJ20UrHfE8HYoASS3YKoDQ&redir_esc=y#v=onepage&q=a%2520certain%2520minimum%2520income%2520for%2520everyone%252C%2520or%2520a%2520sort%2520of%2520floor%2520below%2520which%2520nobody%2520need%2520fall%2520even%2520when%2520he%2520is%2520unable%2520to%2520provide%2520for%2520himself&f=false
O conceito de Liberdade politica de Hayek é sobre se livrar da coerção da vontade arbritaria das pessoas (veja: http://books.google.com/books?id=ENQjPm-S7UEC&pg=PA58&dq=constitution+of+liberty+definitive+edition+%2522coercion+by+the+arbitrary+will+of%2522&hl=en&sa=X&ei=6eu2UuyWBMP9oATJqICoAQ&ved=0CC8Q6AEwAA#v=onepage&q=constitution%2520of%2520liberty%2520definitive%2520edition%2520%2522coercion%2520by%2520the%2520arbitrary%2520will%2520of%2522&f=false)
Hayek argumenta que um escravo não é livre porque suas decisões são sujeitas a interferência das vontades de outra pessoa. Ser livre então, e poder tomar decisões por si próprio sem se subordinar a autoridade de outra pessoa. (Veja: http://books.google.com/books?id=ENQjPm-S7UEC&pg=PA59&dq=constitution+of+liberty+definitive+edition+%2522according+to+his+own+decisions+and+plans%2522&hl=en&sa=X&ei=--22Uv-dD8TaoAS4mYCgCA&ved=0CC8Q6AEwAA#v=onepage&q=constitution%2520of%2520liberty%2520definitive%2520edition%2520%2522according%2520to%2520his%2520own%2520decisions%2520and%2520plans%2522&f=false)
Por mais libertário que fosse, o conceito de liberdade de Hayek tem muita afinidade com a do conceito republicano. (veja:http://www.libertarianism.org/people/algernon-sidney http://www.libertarianism.org/people/james-madison http://plato.stanford.edu/entries/republicanism/)
O conceito republicano de liberdade e mercado livre tem preocupações com o surgimento de coerção que existe dentro do próprio mercado livre, e que por isso se torna uma ameaça a liberdade desse próprio mercado (ameaça a liberdade individual), ao qual também é a preocupação de Hayek.
workers in most parts of the United States can be commanded to pee or forbidden to pee. They can be watched on camera by their boss while they pee. They can be forbidden to wear what they want, say what they want(and at what decibel), and associate with whom they want.
E o poder de coerção do empregador sobre seus funcionários é exercido ainda mesmo fora do ambiente de trabalho:
Employers invade employees’ privacy, demanding that they hand over passwords to their Facebook accounts, and fire them for resisting such invasions. Employers secretly film their employees at home. Workers are fired for supporting the wrong political candidates (“work for John Kerry or work for me”), failing to donate to employer-approved candidates, challenging government officials, writing critiques of religion on their personal blogs … carrying on extramarital affairs, participating in group sex at home, cross-dressing, and more. Workers are punished for smoking or drinking in the privacy of their own homes.
http://crookedtimber.org/2012/07/01/let-it-bleed-libertarianism-and-the-workplace/
E muito disso vimos acontecer no Brasil durante as eleições passadas, praticados por empresários e políticos que usam da fachada da "liberdade econômica e individual".
Logo, para ambos Republicanos e Libertários que defendem o estado mínimo ou o fim do estado, a renda básica universal é uma forma de garantia que todos tenham o poder de liberdade econômica, e consequentemente individual, para poder tomar decisões sem ser obrigado as coerções de alguém por falta de tal liberade: http://www.princeton.edu/~ppettit/papers/2008/A%2520Republican%2520Right%2520to%2520Basic%2520Income.pdf
E como todo liberal clássico Hayek não acreditava que toda forma de imposto em incompatível com a liberdade. Adam Smith mesmo acreditava que o imposto progressivo, em que os mais ricos devem pagar mais, como fundamental para o mercado livre. Pq um mundo sem coerção não existe, seria um paraiso. Como o mundo que vivemos não é perfeito, algumas formas de coerção serão necessárias para minimizar as coerções na sociedade ao maximo (veja: http://books.google.com/books?id=ENQjPm-S7UEC&pg=PA59&dq=constitution+liberty+definitive+%2522minimize+coercion+or+its+harmful+effects%2522&hl=en&sa=X&ei=_Pi2UsiWLNbooASMs4KoCg&ved=0CDEQ6AEwAA#v=onepage&q=constitution%2520liberty%2520definitive%2520%2522minimize%2520coercion%2520or%2520its%2520harmful%2520effects%2522&f=false)
E é esse conceito de liberdade, que vem de John Locke, que faz com que libertários como Hayek defendam a renda básica universal, como forma de garantir a liberdade individual e econômica: http://books.google.com/books?id=TWRZAAAAYAAJ&pg=PA116&dq=we+know+God+hath+not+left+one+man+so+to+the+mercy+of+another&hl=en&sa=X&ei=xvy2Up6rC5DnoATUpYLYDQ&ved=0CC8Q6AEwAA#v=onepage&q=we%2520know%2520God%2520hath%2520not%2520left%2520one%2520man%2520so%2520to%2520the%2520mercy%2520of%2520another&f=false
submitted by ThorDansLaCroix to brasilivre [link] [comments]


2020.04.06 03:35 zauky Como gravar um highlight de CS GO

Como gravar um highlight de CS GO
Eae de boas!? se vc esta querendo fazer um video de highlight. bom eu tenho a solução para vc.
siga-me

primeiro iremos precisar de três coisas: o CS GO(meio obvio né hahah) um programa para gravação como o OBS e o Hlae(importante: esse programa add comando ao cs go então o VAC identifica ele como um hack então use somente para criar o seus highlights, apos isso feche o programa e verifique a integridade dos arquivos XD)

primeiro baixe o programa toma aqui o link: https://github.com/advancedfx/advancedfx/releases/tag/v2.91.3.1

recomendo baixar em zip, apos isso extraia a pasta, abra o programa

com o programa aberto, clique em file > lauch CSGO

https://preview.redd.it/22w1odfr33r41.png?width=717&format=png&auto=webp&s=ae63056c2d65cf114c2f8df29260efebc6281bb0
  1. clique em browse e vá na pasta em que o cs go esta instalado e selecione ele.
  2. se vc quiser colocar uma resolução maior com mas qualidade por exemplo 1920x1080, basta clicar no botão enable e colocar a resolução que deseja.
  3. tenha certeza que essa opção esta marcada, ele impede que vc inicie partidas nos servidores oficias, para te dar maior segurança a cerca de levar um ban
agora é só clicar em lauch e o cs go ira abrir, vc ira precisar de uma demo do cs go, vc pode baixar a do seu MM ou GC, faceit, Hltv ou seja la onde ta essa demo.
https://preview.redd.it/v3de2zugi3r41.png?width=1279&format=png&auto=webp&s=1aee1591eea42cc1f82af02968f49aae2da0b7f4
  1. Shift + F2 para abrir o demo viewer.
  2. clique em load.
  3. vá na pasta onde sua demo está.
  4. clique em abrir para carregar a demo.

escolha o player que vc ira telar, e segundos antes dele matar alguém coloque esse comando no console mirv_deathmsg debug 1 esse comando ira te mostrar infs mais detalhada sobre os combates., ira aparecer no console essa linha de código: CHudDeathNotice::FireGameEvent: uidAttaker=14 [QUEM MATOU] ,uidVictim=7 [VITIMA] , uidAssister=25 [ASSISTENTE]
assim que o seu player matar alguém(ligue para a policia kkkkkkkkk) pause a demo para ver essas infs.
coloque o comando mirv_deathmsg block !uidattaker \* esse comando ira bloquear o killfeed para aparecer somente as kills do player selecionado.
ex: mirv_deathmsg block !14 \* OBS: lembre de colocar espaço entre no Id eo asterisco.
e para as kills aparecerem em vermelho use esse comando mirv_deathmsg highlightid.
ex: mirv_deathmsg highlightid 14.
agora tudo quase pronto falta so mais dois comandos va para o round que ira gravar e no inicio do round use esses comandos mirv_deathmsg cfg noticelifetime 30000000000 esse comando ira fixar as kills no feed e por último o comando cl_draw_only_deathnotices 1 esse comando ira esconder a hud(mini-mapa, vida, munição etc...)
e tudo pronto, basta ir no seu gravador preferido e pronto gravar tudo isso e editar.


dica: se o seu PC roda cs com poucos fps, faça o seguinte. abra o demo viewer(shitf+f2)
coloque a velocidade da demo em 1/4 assim vc ira conseguir capturar muito mais fps e sua gravação ira ficar lindaaaaa, ah claro vc ira precisar gravar duas vezes, em câmera lenta vc usa somente o vídeo e da segunda vez grava em velocidade normal e usa somente o áudio. para sincronizar é bem simples no seu editor de videos vc precisa acelerar 4x o video.
e isso bem simples, qualquer duvido basta perguntar
submitted by zauky to u/zauky [link] [comments]


2020.03.30 09:15 kaiqueramos123 Coronavírus e uma visão além da crise

Boa noite, me chamo Kaique e sou entusiasta em programação web. Sou novo aqui no reddit, portanto o post pode apresentar erros que eu não vou identificar de início. Perdão adiantado!
Eu venho acompanhando as noticias, de ambos os lados, sobre o coronavírus, e pude verificar os 2 agravantes em cada discurso:
1º - O sistema de saúde entra em colapso, porque precisamos trabalhar;
2º - A economia entra em colapso, pois precisamos ficar em casa;
Não vou discutir se devemos fazer um ou outro, pois não é pra isso que vim aqui. Aliás, está bem obvio para nós que ficar em casa é a melhor solução. Meu papel hoje é tentar pensar um pouco além disso, tentar estimar o que aconteceria além de cada cenário.
Como disse, sou aspirante a programador web. Não sei nada de ciência, vírus, nem nada. Tenho algum estudo na área da economia, e matemática vem a ser o meu forte. Vamos aos cenários:
Primeiramente, vamos apenas considerar o Brasil, mas levar em conta os efeitos das decisões mundiais, para ambos os cenários. Vamos considerar as porcentagens oficiais, quando eu as achar. Fico a disposição para editar e corrigir o post se alguém trouxer dados relevantes. Meu objetivo é criar algo parecido com uma estimativa válida, para ajudar alguém que vá precisar de dados nem que seja para se embasar como exemplo.
Primeiro cenário:
O sistema de saúde entra em colapso, porque precisamos trabalhar;
Cenário 2: A economia entra em colapso, pois precisamos ficar em casa;
No fim, no meu ver, os dois casos estariam no mesmo patamar, se tratando de economia.
edit: Um isolamento mais radical se prova mais eficiente, além das probabilidades serem mais precisas no caso onde mais pessoas morrem, ou seja, é mais provável o país quebrar por causa da doença do que da economia, até porque não existem estudos provando o contrário.
fonte muito boa: https://www1.folha.uol.com.bmercado/2020/03/por-que-salvar-vidas-ou-a-economia-na-crise-do-coronavirus-e-um-falso-dilema.shtml
A mudança é inevitável. Alguém com alguma ideia para complementacorrigir? Se tiver, eu edito o post e incluo tudo que for relevante!
submitted by kaiqueramos123 to coronabr [link] [comments]


2020.03.27 00:14 Rudozera Relação de leitos e casos graves no Brasil em diversos cenários

Relação de leitos e casos graves no Brasil em diversos cenários
Essa é uma atualização grande do meu ultimo post " Dados e estimativas sobre o novo coronavírus no Brasil". Agora trazendo o que eu havia comentado, além das relações trazidas anteriormente. As partes novas estarão dispostas após o texto atualizado das informações anteriormente postadas, então se você já viu meu post anterior e quiser ver o andamento, avance para o final do texto.
Olá, coletei dados das entidades governamentais ou da OMS sobre demografia e saúde no Brasil. Com isso montei uma tabela no excel e gerei uma curva estimando o crescimento do surto no Brasil com R²=0,9971 (o que significa que é 99,71% confiável) com uma equação polinomial e R²=0,9904 (o que significa que é 99,04% confiável) com uma equação exponencial . Deixo aqui disponibilizado para vocês analisarem. Provavelmente alguém já fez algo parecido, mas eu não encontrei nenhum do jeito que eu gostaria de ver e atualizável. Todos os dados são facilmente atualizados, mudando os valores originais. Junto vem algumas estimativas de infecção e relação com o numero de leitos. Posso fazer um novo gráfico relacionando o número de casos com o numero de leitos no Brasil, mas eu só vou fazer isso se alguém demonstrar interesse (fiz e está no final deste post). Todas fontes estão ao lado do dado. Segue em anexo link do arquivo do excel.

Figura 1 - Relação de população idosa e total e taxa de mortalidade pelo vírus juntamente com a disponibilidade de leitos totais

Figura 2 - Relação de população idosa e total e taxa de mortalidade pelo vírus juntamente com a disponibilidade de leitos disponíveis e gráfico com linhas de tendencias e suas devidas equações (atualizado no dia 25/03).
Agora a parte nova do post
Na última live, o Atila mostrou o gráfico de alguns possíveis cenários de infecção para a população inglesa (Figura 3), comentando também que não havia ainda um gráfico como aquele para o Brasil. O gráfico se trata de uma proporção de número de casos graves por número de leitos. Hoje o Brasil tem uma proporção de 2,6 leitos a cada 10.000 habitantes, tendo apenas 22% desses disponíveis (segundo o ministério da saúde). Talvez já exista um gráfico assim regionalizado, mas eu estou aqui disponibilizando um, feito do 0, e com todos os dados checáveis, para os céticos. Também trouxe algumas perspectivas de tempo de infecção total da população em possíveis cenários de redução de potencial infeccioso do vírus.

Figura 3 - Gráfico mostrado na live do Atila no dia 20/03/2020

Figura 4 - Gráfico mostrando a progressão do número de casos totais por dia com base na equação exponencial apresentada na Figura 2, à uma taxa de 100% de infecção (ou seja, sem adotar quaisquer medidas de prevenção não farmacológicas).

Figura 5 - Gráfico mostrando a progressão do número de casos totais por dia com base na equação exponencial apresentada na Figura 2, à uma taxa de 80% de infecção (ou seja, adotando medidas de prevenção não farmacológicas, resultando em um decréscimo de 20% na taxa de infecção).

Figura 6 - Gráfico mostrando a progressão do número de casos totais por dia com base na equação exponencial apresentada na Figura 2, à uma taxa de 50% de infecção (ou seja, adotando medidas de prevenção não farmacológicas, resultando em um decréscimo de 50% na taxa de infecção).

Figura 7 - Gráfico mostrando a progressão do número de casos totais por dia com base na equação exponencial apresentada na Figura 2, à uma taxa de 20% e 10% de infecção (ou seja, adotando medidas de prevenção não farmacológicas, resultando em um decréscimo de 80% e 90% na taxa de infecção).

Figura 8 - Gráfico mostrando a progressão do número de casos totais por dia com base na equação exponencial apresentada na Figura 2, à uma taxa de 1% de infecção (ou seja, adotando medidas de prevenção não farmacológicas, resultando em um decréscimo de 99% na taxa de infecção).

Figura 9 - Relação de número de casos por leitos disponíveis ( contabilizando hospitais particulares e SUS) caso o vírus infecte 100% da população, ou seja, nenhuma medida de prevenção não farmacológica sendo adotada. O primeiro gráfico mostrando o valor numérico de casos que necessitam, obrigatoriamente, de leitos e o segundo mostrando a proporção de pessoas por leito ao longo dos dias de surto (infectados na linha azul e numero de leitos na linha laranja).

Figura 10 - Relação de número de casos por leitos disponíveis ( contabilizando hospitais particulares e SUS) caso o vírus infecte 80% da população, ou seja, adotando um mínimo de medidas de prevenção não farmacológicas. O primeiro gráfico mostrando o valor numérico de casos que necessitam, obrigatoriamente, de leitos e o segundo mostrando a proporção de pessoas por leito ao longo dos dias de surto (infectados na linha azul e numero de leitos na linha laranja).

Figura 11 - Relação de número de casos por leitos disponíveis ( contabilizando hospitais particulares e SUS) caso o vírus infecte 50% da população, ou seja, adotando um número razoável de medidas de prevenção não farmacológicas. O primeiro gráfico mostrando o valor numérico de casos que necessitam, obrigatoriamente, de leitos e o segundo mostrando a proporção de pessoas por leito ao longo dos dias de surto (infectados na linha azul e numero de leitos na linha laranja).

Figura 12 - Relação de número de casos por leitos disponíveis ( contabilizando hospitais particulares e SUS) caso o vírus infecte 20% da população, ou seja, adotando muitas medidas de prevenção não farmacológicas. O primeiro gráfico mostrando o valor numérico de casos que necessitam, obrigatoriamente, de leitos e o segundo mostrando a proporção de pessoas por leito ao longo dos dias de surto (infectados na linha azul e numero de leitos na linha laranja).

Figura 13 - Relação de número de casos por leitos disponíveis ( contabilizando hospitais particulares e SUS) caso o vírus infecte 10% da população, ou seja, adotando muitas medidas de prevenção não farmacológicas. O primeiro gráfico mostrando o valor numérico de casos que necessitam, obrigatoriamente, de leitos e o segundo mostrando a proporção de pessoas por leito ao longo dos dias de surto (infectados na linha azul e numero de leitos na linha laranja).

Figura 14 - Relação de número de casos por leitos disponíveis ( contabilizando hospitais particulares e SUS) caso o vírus infecte 1% da população, ou seja, adotando muitas medidas de prevenção não farmacológicas. O primeiro gráfico mostrando o valor numérico de casos que necessitam, obrigatoriamente, de leitos e o segundo mostrando a proporção de pessoas por leito ao longo dos dias de surto (infectados na linha azul e numero de leitos na linha laranja).

Figura 15 - Gráfico mostrando diretamente a relação do número de casos por leito, dependendo do número de novos casos evitados. Onde a linha laranja representa 100% de infecção, a linha cinza 80%, a linha amarela 50%, a linha azul clara 20%, a linha verde 10% e a linha azul escura 1%.

Observação 1: A linha de tendência ,a equação e o R² só podem ser visualizados se o arquivo for baixado, o resto da pra ver no drive mesmo.
https://drive.google.com/open?id=1qzh49_uZd0ycsHEK0UVjLHDkbZWV9mcp
Observação 2: Os números da Figura 1 e 2 refutam a fala do dia 24/03, do presidente acerca da gravidade dos casos. Mostrando que no cenário atual, mesmo que apenas os idosos com casos graves (a ponto de levar à morte), considerando 20% de infecção dos mesmos, utilizando os leitos vagos dos hospitais particulares juntamente com os do SUS, ainda assim haveriam cerca de 5 vezes menos leitos do que o necessário.
Observação 3: Eu não sou formado em nada que me capacite para divulgar esses dados cientificamente, considerem apenas como matemática e não como um estudo. Tenho apenas 4 semestres de engenharia ambiental na UnB e dois de arquitetura também na UnB. Mas como meu foco é no urbanismo eu não deixo de me informar e pesquisar sobre assuntos que afetem a ocupação do solo pelas pessoas. O isolamento por causa do corona vírus afeta diretamente o uso da cidade pelas pessoas e esse é meu foco de estudo.
Observação 4: Para a relação com o número de leitos, foram contabilizados apenas os casos que levam a morte, pois esses necessariamente necessitam de leitos de UTI. Outra coisa que vale a pena ressaltar é que os leitos que não são do SUS, são os leitos de hospitais particulares.
Observação 5: Para a criação dos gráficos das figuras 9 a 15, foi considerado um ciclo de 14 dias do vírus, onde os casos são resolvidos (ou por cura ou por morte) a cada 14 dias.
Observação 6: Os gráficos das figuras de 9 a 15, explicitam o impacto de medidas não farmacológicas no combate à prevenção do vírus.
Observação 7: Minha ideia com esse post é trazer uma base onde os dados poderão ser alterados para dependerem da realidade atualizada a cada dia. Não pretendo atualizar diariamente esse post, apesar disso. Meus estudos apresentados aqui estão sendo também compartilhados com os membros do discord e com os professores da UnB.
Observação 8: Os dados da figura 1 também revelam que mesmo que as pessoas abaixo de 60 anos tenham taxas menores de mortalidade pelo vírus, em valor esses números superam a população idosa do Brasil, justamente por ter muito mais pessoas não idosas.
Qualquer dúvida sobre os dados mandem nos comentários aqui em baixo que vou tentar responder todos (se tiver algum).
submitted by Rudozera to coronabr [link] [comments]


2020.03.25 01:47 accek Forças Armadas pedem voluntários

Trabalhando na aviação vou ficar pelo menos 1 a 2 meses parado. Ouvi falar disto quando saiu a noticia do Chicão.
Estou a considerar inscrever-me. Quem estiver interessado, fica aqui toda a informação do site:


O Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), face à realidade que o país está a viver, associada à propagação do vírus COVID-19, aceita inscrições de voluntários da Família Militar (militares na reserva e na reforma e respetivos familiares, bem como civis e ex-militares que se identifiquem com a instituição e/ou respetivos familiares) que pretendam auxiliar as Forças Armadas, nas ações que estas vão desenvolver em apoio dos Portugueses, em reforço do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Assim, os médicos, farmacêuticos, enfermeiros, psicólogos, técnicos auxiliares de ação médica, entre outros profissionais de saúde, que estejam disponíveis para participar nesta iniciativa, poderão manifestar essa intenção junto do EMGFA, sendo oportunamente contactados.
Para além das áreas preferenciais acima referidas, serão ainda considerados voluntários com outra formação/experiência, para emprego em diferentes funções de apoio.
Os principais locais de atuação dos voluntários serão as unidades militares abaixo indicadas, onde estarão disponíveis 2300 camas para apoio ao SNS:

Marinha

Exército

Força Aérea

Desta forma, todos aqueles que pretendam voluntariar-se nos moldes acima descritos, devem fazê-lo utilizando o formulário abaixo:

FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO COMO VOLUNTÁRIO DA FAMÍLIA MILITAR.​
(Solicita-se que que não recorra às linhas telefónicas para esclarecimentos sobre este assunto​).​

Edit: Site original: https://www.emgfa.pt/Paginas/COVID-19-Voluntarios.aspx
submitted by accek to portugal [link] [comments]


2020.03.21 12:44 R0b0z1nh0 Desenvolvimento colaborativo de um modelo de ventilador mecânico de baixo custo e complexidade

Compartilhando...
........
Caros Colegas,
Eu sou professor titular do Programa de Engenharia Biomédica da COPPE/UFRJ e há pouco tempo assumi a chefia do Laboratório de Engenharia Pulmonar e Cardiovascular do Programa.
Como os mais informados de vocês já sabem, estamos vivendo uma pandemia mundial de efeitos avassaladores e desafiadores para todo e qualquer sistema de saúde, em particular se o pico local da epidemia não for atenuado com medidas periféricas como o controle social.
Independente das ações ora em curso, a evolução de casos no Brasil (São Paulo e Rio em particular) se assemelha muito mais às da Itália e Espanha do que dos países orientais. Em breve aqui, como já acontece na Itália, as equipes de emergência terão que eleger quais pacientes ocuparão os leitos disponíveis de UTI e terão acesso a um ventilador mecânico, e quais serão deixados à própria sorte ou a cuidados paliativos. A gravidade dessa epidemia, por sua evolução, somente é comparável à gripe espanhola (H1-N1) havida há 100 anos.
Em nosso laboratório estamos estudando a viabilidade de desenvolver um modelo de ventilador mecânico de baixo custo e complexidade, que possa ser construído em massa, em pouco tempo e com os recursos disponíveis no mercado nacional, dadas as atuais dificuldades de importação. O equipamento tem que permitir a ventilação mecânica com diferentes concentrações de O2, e não causar barotrauma. Testamos uma versão, que aparentemente funciona, envolvendo o emprego de uma válvula Boussignac e válvulas solenoides, mas não atinge (ainda?) as condições ideais de ventilação invasiva.
Há dois dias tomamos conhecimento de que o Reino Unido lançou um edital mundial para a submissão de propostas de ventiladores já existentes e aprovados para uso clínico em pelo menos um país, que seja factível na Inglaterra. Creio que é oportuno pensarmos em adotar um esforço coletivo semelhante, visando salvar vidas de nossas comunidades. Assim como na grande guerra, “em que fábricas de penicos passaram a produzir capacetes”, imagino particularmente que um fabricante de eletrodomésticos possa redirecionar uma linha de produção para atender a essa demanda capital.
Enquanto isso não se faz possível, outras medidas mais ágeis podem ser realizadas. Por exemplo, imagino que apenas nos hospitais públicos haja centenas de ventiladores necessitando manutenção, mas que vêm sendo deixados de lado em troca de novos aparelhos. Afinal, como muitos sabem, muitas vezes é mais fácil a gente comprar um equipamento de alto custo do que consertar um!

No momento, precisamos de voluntário para tratar de:
A- fabricação da válvula Boussignac
B- fabricação da válvula de PEEP (mola - membrana)
C- contato com os fabricantes que possam se associar ao projeto em domínio público
D- Contato com fabricantes e distribuidores de oxigênio medicinal para instalar bicos em hospitais
E- contato com fornecedores de circuitos ventilatórios e conexões
F- Instrumental de monitorização da ventilação no leito, dado que nosso ventilador é cego
G- contato com produtores, distribuidores de HELMETs e máscaras
H- etc”
Voluntários devem entrar no grupo público
COVID-19 Air BRASIL - Fast production of assisted ventilation devices
Lá espero que vocês consigam se aglutinar grupos menores específicos, skipe, email, whatsapp etc. para cuidar desses diferentes pontos ou outros que surgirem.

https://facebook.com/story.php?story_fbid=3042980365746620&id=100001040600047

https://www.facebook.com/groups/235476464265909?refid=52&__tn__=R

http://buscatextual.cnpq.bbuscatextual/visualizacv.do?id=K4780802E5
submitted by R0b0z1nh0 to coronabr [link] [comments]


2020.03.21 06:42 The_HermitBR Possível numero real de mortos na China #AChinamente

Possível numero real de mortos na China #AChinamente

O numero de linhas de celulares teve uma queda drástica nos últimos dois meses, e isso de apenas 1 empresa.
Devido à natureza das telecomunicações chinesas, seu ID nacional está vinculado à sua conta de número de celular, que por sua vez está vinculada à sua conta Alipay, o aplicativo móvel que gerencia todas as transações monetárias, incluindo serviços bancários.
Se você o perde o acesso ao Alipay, vc perde acesso a praticamento toda forma de pagar, desde chiclete a cortes de cabelo e compras. Dessa forma ninguém cancela sua conta de forma simples.
Quando as contas de número de telefone não são pagas por um determinado período ( eu li dois meses, mas não tenho como verificar essa informação), o governo encerra sua conta pessoal relacionada ao banco de dados do país, as contas de telefone celular são automaticamente canceladas. Basicamente ele cancela seu CPF.
Somente a China Mobile ( a maior empresa) registra um desaparecimento de 7 milhões e 254 mil. O número real de mortes por coronavírus pode chegar a 14.472.000 se considerarmos as três principais empresas de telecomunicações da China.

https://www.chinamobileltd.com/en/ioperation\_m.php https://www.chinaunicom.com.hk/en/ioperating.php?type=monthly https://www.chinatelecom-h.com/en/ikpi.php
submitted by The_HermitBR to brasilivre [link] [comments]


2020.01.22 04:46 RedGuy0137 Tkinter initiate another window from a login window

Well, I'm having a problem witch I cant fix.
I'm trying to open a window already built in another file, but when I open it, by clicking in the 'login' button, it just open half of the window, so I create the same window, but using a non object oriented code, it open, but the functions does not work.
Please help me

Login window
from tkinter import messagebox from tkinter import * class App: def __init__(self): master = Tk() master['bg'] = 'grey' master.title('Login') master.geometry('700x300+100+100') self.blank_frame = Frame(master, height='50') self. blank_frame['bg'] = 'grey' self.blank_frame.pack()
self.title_frame = Frame(master, height='90', bg='grey') self.title_frame.pack()
self.title_label = Label(self.title_frame, text='Gerenciador de Inventário', font=('Calibri', 24, 'bold'), bg='grey') self.title_label.pack(pady=10)
self.name_frame = Frame(master, height='90', bg='grey') self.name_frame.pack()
self.name_text = StringVar() self.name_label = Label(self.name_frame, text='Nome:', font=('Arial', 12, 'bold'), bg='grey') self.name_label.pack(side=LEFT) self.name_entry = Entry(self.name_frame, textvariable=self.name_text, width=40, bg='light grey') self.name_entry.pack(side=LEFT)
self.password_frame = Frame(master, height='90', bg='grey') self.password_frame.pack(pady = 20)
self.password_text = StringVar() self.password_label = Label(self.password_frame, text='Senha', font=('Arial', 12, 'bold'), bg='grey') self.password_label.pack(side=LEFT) self.password_entry = Entry(self.password_frame, textvariable=self.password_text, width=40, bg='light grey', show = '*') self.password_entry.pack(side=LEFT)
self.button_frame = Frame(master) self.button_frame.pack()
self.button = Button(self.button_frame, text = 'Login', width = 12) self.button.bind('
submitted by RedGuy0137 to learnpython [link] [comments]


2020.01.20 03:58 altovaliriano Arya Stark

Mais uma vez o “sábado de personagens” deslocado para o domingo. E mesmo assim atrasa...
Hoje, Arya Stark é a personagem da semana.
Arya é literalmente a filha do meio de Catelyn e Eddard. A terceira de cinco. A segunda do sexo feminino. Mas é a única criança de Catelyn que se parece com uma Stark. Esta constatação, isoladamente, já revela como Arya se diferencia de seus irmãos.
Porém, o caso de Arya vai mais além. Ela herdou o espírito selvagem da família de Eddard, sendo especialmente parecida com sua falecida tia Lyanna. Talvez por isso que Ned tenha tanta tolerância com Arya e seus ímpetos aventureiros e inclinações marciais. De todo modo, Ned não poderia alegar desconhecer que sua filha não aceita exercer os papéis que são relegados às mulheres nos Sete Reinos:
– E eu posso ser conselheira do rei, construir castelos ou me tornar Alta Septã?
– Você – disse Ned, dando-lhe um suave beijo na testa – casará com um rei e governará seu castelo, e seus filhos serão cavaleiros, príncipes e senhores e, sim, talvez mesmo um Alto Septão.
Arya fez uma careta.
– Não – ela protestou –, esta é a Sansa – dobrou a perna direita e voltou aos exercícios deequilíbrio. Ned suspirou e a deixou ali.
(AGOT, Eddard V)
A natureza diferenciada de Arya, porém, tem seus custos. E o principal custo é sua convivência com sua irmã Sansa. Martin chegou a declarar (vide seção abaixo) que Arya foi criada primeiro, mas que a personagem estava muito bem relacionada com os demais irmãos. Assim, ele sentiu que era necessário criar Sansa para atazana-la.
De fato, o papel de Sansa e Jeyne Poole é apenas o de ridicularizar Arya e fazer com que ela frequentemente sentisse que não tinha competência para desempenhar os papéis que eram esperados dela como mulher. Ao longo dos livros, estes sentimentos parecem não se alterar. De modo que fica cada vez mais evidente que o afeto que as irmãs nutrem uma pela outra é, no máximo, distante:
Sansa era educada demais para sorrir da desgraça da irmã, mas havia o sorriso afetado de Jeyne no seu lugar. (AGOT, Arya I)
Arya saíra ao senhor seu pai. Os cabelos eram de um castanho sem brilho, e o rosto, longo e solene. Jeyne costumava chamá-la Arya Cara de Cavalo, e relinchava sempre que ela se aproximava. (AGOT, Arya I)
Sansa sonhara em ter uma irmã como Margaery; bela e gentil, com todas as graças do mundo às suas ordens. Arya havia sido completamente insatisfatória no que tocava a ser irmã. (ASOS, Sansa II)
A Agulha era Robb, Bran e Rickon, a mãe e o pai, até Sansa. (AFFC, Arya II)
Dentre seus irmãos, Arya somente desfruta de um relacionamento próximo com seu “meio-irmão” Jon Snow. Não é coincidência que Jon seja outra pessoa por quem Sansa nutre um afeto distante. Arya e Jon dividem algumas características. Ambos não se adaptam bem à atual dinâmica familiar de Winterfell e são os parentes de Eddard que mais se assemelham a ele. Estas peculiaridades provavelmente foram as responsáveis por unir Jon e Arya.
Entretanto, muitos leitores enxergam mais do que isso. Há durante toda a saga diversos momentos em que os “meio-irmãos” pensam um no outro em contextos que sugerem inclinações românticas, ainda que platônicas.
GRRM afirma (vide seção abaixo) que tais indícios eram fortes no primeiro livro, quando ainda existia a idéia de tornar Jon e Arya um par romântico, mas que isso foi sumindo dos livros ao longo da saga. Tudo não poderia ser algum tipo de complexo fraterno.
Entretanto, não é o que se verifica nos livros seguintes. A última vez que Arya e Jon se viram foi no começo de A Guerra dos Tronos, mas eles ainda estão pensando carinhosamente um no outro mesmo nos mais recentes volumes da série:
Ygritte trotou para o lado de Jon enquanto este reduzia o passo do garrano. Ela dizia ser três anos mais velha do que ele, embora fosse quinze centímetros mais baixa; qualquer que fosse a sua idade, a garota era uma coisinha rija. Cobra das Pedras chamara-a de “esposa de lança” quando a tinham capturado no Passo dos Guinchos. Não era casada e sua arma favorita era um pequeno arco curvado feito de chifre e represeiro, mas “esposa de lança” ajustava-se a ela mesmo assim. Lembrava a Jon um pouco sua irmã, Arya*, embora esta fosse mais nova e provavelmente mais magra. Era difícil dizer se Ygritte era magra ou gorda, comtodas as*peles que usava.
(ASOS, Jon II)
Ela nunca se incomodara em ser bonita, mesmo quando era a estúpida Arya Stark. Apenas seu pai já lhe chamara daquilo. Ele, e Jon Snow, algumas vezes*. Sua mãe costumava dizer que ela poderia ser bonita se lavasse e escovasse o cabelo e tomasse mais cuidado com suas roupas, do jeito que a irmã fazia. Para a irmã, as amigas dela e todo o resto, ela fora apenas Ary a Cara de Cavalo. Mas estavam todos mortos agora, até mesmo Arya, todos menos seu meio-irmão Jon. Algumas noites, ela ouvia falarem dele nas tavernas e bordéis do Porto do Trapeiro. O Bastardo Negro da Muralha, os homens o chamavam.* Nem mesmo Jon teria reconhecido a Cega Beth, aposto. Aquilo a deixava triste*.*
(ADWD, A Garota Cega)
Em todo caso, qualquer que seja, foi este sentimento que moveu Jon Snow a abandonar seus votos e desertar a Patrulha. Assim, é algo que move Jon em direção à Arya e o leva a aceita-la da forma que ela é.
Tal qual Eddard, Jon não desdenha da aptidões de Arya. Ele foi, em verdade, o primeiro patrocinador delas, antes mesmo do pai. Ao presentar a “irmã” com Agulha, Jon semeou o terreno para que Eddard oferecesse a Arya um treinamento de dançarina da água. É notório que Eddard estava tentando desviar Arya de ambições maiores (como a cavalaria, por exemplo), mas a história de Agulha e o treinamento com a Syrio Forel forem responsáveis por plantar prenúncios frutíferos na história.
O primeiro foi tornar Braavos uma cidade com a qual Arya tinha uma ligeira familiaridade. Assim, quando ela tivesse que ir para lá, não parecesse um total tiro no escuro. A segunda é a frase que Jon Snow diz antes mesmo de presentar a irmã:
Quanto mais tempo ficar escondida, mais severa a penitência. Costurará durante todo o inverno. Quando chegar o degelo da primavera, encontrarão seu corpo ainda com uma agulha bem presa entre os dedos congelados.
(AGOT, Arya I)
Muitos leitores veem nesta frase um prenuncio de que Arya poderia morrer durante a Batalha pela Alvorada. Assim, caso se corpo fosse encontrado com a espada Agulha presa às suas mãos, saberíamos que as palavras inocente de Jon se provaram proféticas. Até mesmo poderia servir para que o corpo de Arya fosse identificado mesmo se ela estivesse com um rosto diferente.
Outro fato de nota que ocorreu a Arya antes de partir para Porto Real e todas as aventuras que se seguiram daí foi a adoção da loba gigante Nymeria. Ainda que soe natural que Arya daria um nome de uma mulher ousada para sua loba, a referência dornesa parece de alguma forma distante demais da realidade nortenha para que não haja algum significado nesta escolha... ou talvez seja apenas um detalhe de construção de mundo.
Qualquer que seja o caso, Nymeria e Arya foram separadas com pouco tempo de criação e adestramento. Este tempo,entretanto, foi suficiente para que o dom como troca-peles de Arya fosse despertado. O fato de que Nymeria conseguiu sobreviver ao ser forçada a fugir foi determinante para o desenvolvimento à distância das aptidões de Arya.
Plantadas estas idéias no leitor, Martin segue até o final de A Guerra dos Tronos fazendo com que Arya passe por horas de treinamento, ocasionalmente usando-a como espectadora de eventos inusitados, como o encontro entre Illyrio e Varys no subsolo da Fortaleza Vermelha. Um fato curioso deste encontro é que Arya observa bem a fisionomia de Illyrio, mas não a de Varys (que está disfarçado). Dessa forma, uma amiga me questionou se isso não seria um indício de que Arya poderia ter que acabar recusando uma missão da Casa do Preto e do Branco para matar Illyrio no futuro, pois o “conhece”. É uma questão a se pensar...
De toda forma, Arya presencia em mais vivacidade o massacre dos homens Stark no momento da prisão de seu pai, assim como está presente quando ele tem sua cabeça cortada. A fuga da Fortaleza Vermelha, inclusive, a provoca a matar uma pessoa pela primeira vez na vida: um cavalariço de sua idade que poderia denunciá-la.
Quando Yoren a extrai de Porto Real para leva-la ao Norte, Arya começa a ter que sobreviver em meio ao luto. Assim como Sansa, Arya é deixada em circunstância hostis. Durante os A Fúria dos Reis, ambas as garotas suportam muitos abusos e humilhações, mas ao menos Sansa pôde contar com relativo conforto. Da parte de Arya, ainda que ela desde pequena se sinta à vontade em meio à plebe, a jornada se prova particularmente árdua. Especialmente porque Arya se vê pela primeira vez vivendo sobre uma nova identidade.
Após a morte de Yoren, não demora para que o grupo de órfãos vire presa de Gregor Clegane e seu bando. Conforme se passam no cárcere, Arya começa a bolar sua famosa lista, com todas as pessoas que ela julga responsável por trazer sofrimento a ela e àqueles ao seu redor. O que é curioso é que, apesar de listar o Rei Joffrey entre os albos, a garota de 9 anos não tenha o discernimento de que sua lista somente mira em capangas e fantoches, mas esquece de vilões de verdade, como Tywin Lannister.
Essa falta de discernimento se repete quando Arya está em Harrenhal e Jaqen a oferece 3 mortes em troca das vidas que ela salvou do incêndio. Novamente, a garota Stark se limita a indicar nomes sem importância. Quando surge a ideia de nomear Tywin Lannister, sentimentos nacionalistas a fazem burlar a barganha de Jaqen para convencê-lo a ajudá-la na libertação dos prisioneiros nortenhos e dos homens Frey. Portanto, Arya não demonstra não empregar seu potencial assassino para grandes causas, atendo-se a pequenas vinganças e revanches.
Ainda assim, Jaqen entrega a Arya a moeda de ferro que mais tarde a levaria a Braavos para o treinamento junto aos homens sem rosto. O que causa curiosidade seria o motivo pelo qual Jaqen selecionou a menina. O perfil dela não combina com o da seita, como vemos ao longo de Festim dos Corvos e Dança dos Dragões. Sem falar que ele a presenciou fazendo uma barganha contra o próprio Jaqen.
Fora de Harrenhal, Arya acaba novamente sendo feita prisioneira alguns dias depois de partir. Mas dessa vez, é reconhecida e fica permanentemente na expectativa de ser levada a sua mãe, não importa se vendida ou simplesmente entregue. Mas o objetivo da viagem que Martin a impõe é conhecer os efeitos da guerra sobre as Terras Fluviais, sob o ponto de vista dos camponeses.
Antes que essa jornada termine, porém, duas coisas ocorrem: Arya é raptada por alguém em sua lista (Sandor Clegane) e Roose Bolton informa que encontrou Arya e vai enviá-la ao Norte.
Como GRRM gosta de lembrar as semelhanças entre Arya e Lyanna, não há como não enxergar em seu rapto ecos do rapto de sua tia por Rhaegar Targaryen. Talvez haja aqui algum paralelismo que estamos deixando de enxergar. Mas as distinções são bem claras. Sandor estava levando Arya de volta pra casa, enquanto Rhaegar estava levando Lyanna para longe do Norte. Um detalhe incidental nesta questão é que Sandor “morre” à beira do Tridente tal qual Rhaegar (ainda que este tenha morrido no vau rubi, local que Arya e Sandor evitaram).
Quanto ao segundo evento, a farsa de Jeyne Poole como a falsa Arya permitiria que a verdadeira se tornasse, de fato, ninguém. A intenção, claro, era fechar uma ponta para resgatar a história dali a 5 anos, quando Jeyne Poole já estivesse estabelecida como Arya. Neste futuro que nunca aconteceu, Arya haveria florescido, o que era a intenção de Martin. Ele sempre cita como as histórias dos adultos não tinha tempo para esperar que “Arya chegasse a puberdade”.
De fato, como Arya é comparada com Lyanna diversas vezes, seria de se esperar que a puberdade lhe avivasse a beleza selvagem e que já a víssemos em Braavos em estado avançado de seu treinamento. Se sabe que o primeiro capítulo de Arya em Os Ventos do Inverno foi escrito antes de Martin abandonar o salto de 5 anos, portanto, as circunstâncias que ela parece que vai viver agora aos 11 anos seriam aquelas que, originalmente, se pensava que ela viveria ao 16 anos (aproximadamente a mesma idade que Lyanna tinha quando morreu).
Porém, o caminho seguido em O Festim dos Corvos e A Dança dos Dragões foi acompanhar o treinamento de Arya desde o começo. Muitos leitores acusam estes capítulos de serem encheção de linguiça, mas eu os entendo apenas como lentos. Há 3 linhas mestras acontecendo neles: 1) modificações na política de Braavos, 2) conflitos internos da própria Arya não querendo abandonar sua herança Stark, 3) revelação de segredos da Casa do Preto e do Branco.
Caso o salto temporal houvesse ocorrido, eu imagino que os 2 primeiros itens poderiam ser contados facilmente via flashbacks, sem necessidade de presenciarmos as sementes serem plantadas (que é o que Martin parece ter feito ao longo de Festim e Dança). Porém, o terceiro item me parece ser o cerne dos capítulos de Arya, como ou sem salto temporal.
Era de se esperar que os sacerdotes não fiquem contando segredos a acólitos tão novos como Arya. Mas o Homem Gentil parece estar estranhamente aberto a instruir uma aprendiz com menos de 1 ano de Casa sobre a história da seita e lhe permitir fazer missões com rostos novos. E Arya não está se provando ser digna dessa confiança.
Bem, na série da HBO, a Casa do Preto e do Branco tentou eliminar Arya, mas ela simplesmente se mostrou superior ninguém sabe como. Em A Dança dos Dragões, Arya demonstrou estar um passo à frente do Homem Gentil entrando na pele de um gato de rua que a seguiu até o templo. Com este truque ela conseguiu descobrir que era o sacerdote quem a surrou quando estava cega.
Muitos leitores especulam que esta habilidade sobrenatural seria uma vantagem que Arya usaria para trapacear nos treinamentos, haja vista que não é uma habilidade pela qual Homens Sem Rosto são famosos. Daí, afirmam esses leitores, quando a convivência na Casa do Preto e do Branco se tornar insustentável e um Homem Sem Rosto for enviado para eliminar a discípula rebelde, os poderes de troca-pele são o diferencial que faria com que Arya sobrevivesse ao ataque do assassino e pudesse escapar de Braavos para Westeros.
O retorno de Arya a Westeros é outra icógnita. Atualmente não sabemos de motivos que a tirariam de Essos. Alguns apontam a morte de Jon Snow como o combustível. Mas eu costumo argumentar que Arya matou o cantor Dareon simplesmente por ele ser um desertor, como Jon. Outros acreditam que Arya saberá sobre o próprio casamento com Ramsay e virá a Westeros para desfazer a farsa. E, por fim, há aqueles que dizem que ela simplesmente voltará para matar Freys, Boltons e o restante de sua lista.
Porém, há um grande consenso que esta volta implicará em um encontro com sua mãe, agora na forma de Senhora Coração de Pedra. Alguns acreditam que este encontro será chocante o suficiente para mudar a cabeça de Arya com relação ao seu desejo de vingança. Outros acreditam que a confluência de objetivos só tornará tudo duplamente letal.
Bem, qualquer quer seja o desfecho da história, ainda não foi publicado. Nos resta especular.

Declarações de GRRM sobre Arya

PERGUNTAS

  1. Jon e Arya têm inclinações românticas reais (ainda que platônicas) um pelo outro? Ou é apenas Freud em ação?
  2. A frase de Jon sobre Arya ser encontrada congelada com agulha na mão é um presságio de que ela morrerá na batalha da alvorada?
  3. O fato de ter nomeado sua loba como Nymeria, revela que Arya teria alguma propensão para viajar a Dorne nos próximos livros?
  4. Os poderes de troca-pele de Arya são alguma forma de trapaça para o treinamento dos Homens Sem Rosto?
  5. O rapto de Arya por Sandor ecoa de alguma forma o rapto de Lyanna por Rhaegar?
  6. Você acha que os capítulos de Arya em Braavos estão mais para encheção de linguiça ou escalada de tensão?
  7. Que diferença você acha que o abandonado “salto temporal de 5 anos” faria na história de Arya pós-A Tormenta de Espadas?
  8. Você acredita que os poderes de troca-peles de Arya a farão uma assassina particularmente perigosa entre os Homens Sem Rosto?
  9. O que você acha que vai levar Arya de volta a Westeros?
  10. Você acredita que Arya se encontrará novamente com seus irmãos, Jeyne Poole ou Senhora Coração de Pedra? Caso positivo, que tipo de reação você espera que ela tenha nestes encontros?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.01.04 16:12 Rubens322 6 verdades sobre a depressão e como superá-la

6 verdades sobre a depressão e como superá-la
Para as pessoas que sofrem de depressão, é importante ter compaixão de si mesmo e tomar medidas para superar esse estado, inclusive buscando ajuda. Lembre-se de que, não importa o que sua voz interna crítica possa lhe dizer, a situação está longe de ser desesperadora.
Insônia e depressão!
Outubro é o mês de triagem nacional da depressão. Um em cada dez americanos luta contra a depressão. Um equívoco comum sobre a depressão é que é algo que as pessoas podem simplesmente "escapar". Infelizmente, para as pessoas que sofrem de transtorno de depressão grave, não é tão simples. Embora a depressão possa ser grave, está longe de ser desesperadora. Existem tratamentos e ações eficazes que as pessoas podem adotar para superar esse distúrbio. Há certas verdades sobre a depressão que são importantes para entender, pois visamos esse distúrbio debilitante que geralmente se estende por gerações.
1) Depressão é mais do que apenas um mau humor. Como mencionei acima, é importante para amigos e parentes daqueles que lutam para entender que as pessoas que sofrem de depressão não podem simplesmente se sentir melhor. As pessoas que sofrem de depressão maior precisam realmente de tratamento profissional. A depressão é um problema da mente / corpo e deve ser tratada com a mesma autocompaixão e busca de tratamento com as quais trataríamos qualquer doença grave. Diferentes formas de terapia e / ou medicamentos funcionam para pessoas diferentes. De acordo com a American Psychological Association(APA), a psicoterapia pode beneficiar os indivíduos deprimidos, ajudando-os a descobrir os problemas da vida que contribuem para a depressão, identificar o pensamento destrutivo que os faz se sentirem sem esperança, explorar os comportamentos que exacerbam a depressão e recuperar a sensação de prazer em suas vidas.
2) A depressão está afetando as pessoas mais jovens. No que foi referido no campo da psicologia como "o esverdeamento da depressão", os jovens relatam níveis crescentes de estresse e depressão. De acordo com o Centro Federal de Serviços de Saúde Mental, "a depressão afeta até um em cada 33 crianças e um em cada oito adolescentes ". A APA também informou que um número maior de estudantes universitários está procurando tratamento para depressão e ansiedade, com o número de estudantes em medicamentos psiquiátricos aumentando em 10% em 10 anos.
Como destaquei no meu blog recente " Depressão nas mães ", os bebês nascidos de mulheres que sofriam de depressão durante a gravidez têm "níveis mais altos de hormônios do estresse ... bem como outras diferenças neurológicas e comportamentais". Portanto, seja com base em fatores biológicos ou em novas demandas sociais e acadêmicas, a vulnerabilidade entre os jovens torna ainda mais essencial o direcionamento da depressão mais cedo e com mais eficácia. Estudos mostraram resultados promissores para intervenções precoces em crianças em idade escolar que apresentaram sintomas de depressão.
3) A atenção plena pode ajudar na depressão recorrente. Existem muitos tratamentos excelentes por aí que se mostraram eficazes para lidar com a depressão. Pesquisa do psicólogo Mark Williams, co-autor de The Mindful Way Through Depression , mostrou que a terapia cognitiva baseada na atenção plena (MBCT) pode ter um efeito positivo na prevenção de recaídas em pacientes deprimidos recuperados. Sua pesquisa indica que, se você ensina pessoas com habilidades de atenção à depressão recorrentes , como exercícios de meditação e respiração, reduz as chances de ter outro episódio depressivo.
As práticas de atenção plena não mudam nossos sentimentos ou pensamentos, mas mudam nosso relacionamento com nossos sentimentos e pensamentos. Isso permite que uma pessoa com tendência à depressão não seja absorvida pelos pensamentos e sentimentos que contribuem para a depressão. Outra maneira de as habilidades de atenção plena poderem beneficiar as pessoas que sofrem de depressão é ajudá-las a serem mais capazes de regular e tolerar emoções.
4) A raiva costuma estar subjacente à depressão. Muitas vezes, uma forte emoção por trás da depressão é a raiva. A raiva pode ser uma emoção difícil de lidar, mas na verdade é uma reação humana natural à frustração. Ficar com raiva pode parecer que isso só faria você se sentir pior, mas quando você não lida diretamente com a raiva, tende a se virar contra si mesmo. É importante permitir-se a liberdade de sentir plenamente seus sentimentos, mas ao mesmo tempo, controlar-se de representá-los de qualquer maneira que seja prejudicial. Você pode reconhecer e aceitar sua raiva de maneira saudável que libera a emoção sem permitir que ela apodreça ou seja transformada em um ataque a si mesmo.
5) A depressão é alimentada por um crítico interno. Todos nós temos um crítico interno, ao que meu pai, psicólogo Dr. Robert Firestone , se refere como sua " voz interior crítica ". Para pessoas deprimidas, essa voz interna crítica pode ter uma influência poderosa e destrutiva em seu estado mental. Pode estar lhes dando um comentário distorcido sobre suas vidas: você é gordo demais para sair de casa. Você é tão estúpido. Ninguém nunca vai te amar. Você não é capaz de ser feliz. Você nunca terá sucesso em nada . A voz interna crítica pode convencê-lo a agir de maneiras destrutivas:Apenas fique sozinho; ninguém quer ver você. Coma outro pedaço de bolo; Isso fará você se sentir melhor. Você nem deveria tentar esse trabalho; você nunca vai entender. Finalmente, depois de ouvir suas diretrizes, a voz interna crítica o atacará por suas ações: você é um perdedor, ficando em casa sozinho no sábado. Você estragou sua dieta novamente. O que há de errado com você? Você nunca conseguirá um emprego decente. Você é tão preguiçoso .
Combater a depressão significa enfrentar esse inimigo interno. Isso pode envolver investigar seu passado para ajudar a determinar de onde esses pensamentos críticos vieram. Como esses pensamentos afetam as ações que você toma em sua vida? Como você pode desafiar essas "vozes" em um nível de ação?
6) Existem etapas ativas que você pode executar para aliviar a depressão. Um dos piores sintomas da depressão é um sentimento de desesperança. Esse mesmo sentimento pode inibir alguém que sofre de tomar as medidas que os ajudariam a combater sua depressão. No meu blog " Oito maneiras de combater ativamente a depressão ", descrevo uma série de ações que as pessoas podem adotar para combater a depressão. Esses incluem:
• Reconhecendo e desafiando sua voz interior crítica • Identificando e sentindo sua raiva • Envolvendo-se em atividades aeróbicas • Se colocando em situações sociais ou não isoladas • Realizando atividades que você desfrutou uma vez, mesmo quando não gosta • Assistindo a um filme engraçado ou show • Recusando-se a se punir por se sentir mal • Consultando um terapeuta
Para as pessoas que sofrem de depressão, é importante ter compaixão de si mesmo e tomar medidas para superar esse estado, inclusive buscando ajuda. Lembre-se de que, não importa o que sua voz interna crítica possa lhe dizer, a situação está longe de ser desesperadora. Existe uma boa ajuda disponível e muitas maneiras ativas de tratar sua condição. Para obter mais ajuda ou informações, visite o Instituto Nacional de Saúde Mental .
Se você estiver interessado em aprender mais, junte-se a mim no dia 8 de outubro para o seminário on-line gratuito " Superando o inimigo interno que causa depressão ".
Recursos de prevenção de suicídio:
SE VOCÊ OU ALGUÉM QUE VOCÊ CONHECER ESTÁ EM CRISE OU PRECISA DE AJUDA IMEDIATA, LIGUE para a Linha de Vida da Prevenção Nacional de Suicídio - 1-800-273-TALK (8255). Esta é uma linha direta gratuita disponível 24 horas por dia para qualquer pessoa em sofrimento emocional ou crise suicida.
Para mais informações de Lisa Firestone, clique aqui .
Para mais informações sobre saúde mental, clique aqui .
Fonte!
#Depressão #Ansiedade #Sindromedopânico #Medo #Insônia
submitted by Rubens322 to u/Rubens322 [link] [comments]


2019.11.30 16:51 Kiko_Grilo Desperdiçou dois penaltis, mas Farense continua a fantástica viagem rumo à subida

O Farense chegou aos 30 pontos e cimentou a liderança na LigaPro, ao bater o Chaves por 1x0 no estádio São Luís, num grande jogo em que a vitória chegou no fim, de forma justa.
Num duelo entre candidatos, assistiu-se a um bom espetáculo, apesar de as naturais precauções defensivas terem também estado bem notórias de parte a parte.
A querer mais a bola, a equipa da casa dispôs de uma grande oportunidade na primeira parte, depois de Diego Galo ter cortado a bola com o braço, só que Igor Rodrigues defendeu com uma palmada cheia de classe o remate de Fabrício Simões.
No segundo tempo, a primeira grande oportunidade foi para os flavienses, numa bola parada que acabou com o capitão Cássio a tirar a bola em cima da linha de golo.
Quando o empate já se adivinhava, embora com as duas equipas a tentar o triunfo, chegaria o golo de Irobiso, que rodou de costas para a baliza e, de pé esquerdo, acertou finalmente na baliza.
Logo depois, o jogo podia ter ficado sentenciado, pois Carlos David também desviou uma bola com o braço na área do Chaves, só que, desta vez com o pé, Igor Rodrigues voltou a ser gigante na baliza a tirar o golo a Fabrício Simões.
Nada que impedisse o triunfo dos leões de Faro, que ainda tiveram mais uma oportunidade, mas que fizeram valer o 1x0 para conseguir mais três importantes pontos numa liderança cada vez mais reforçada.
Texto retirado do zerozero.pt https://www.zerozero.pt/news.php?id=269785
submitted by Kiko_Grilo to PrimeiraLiga [link] [comments]


2019.11.07 00:41 stroke_bot paternalism

steeks gweeon wawls kangayam hypoglossus griddle firebug astomat
ous s
arcinas pseudotetramerous variably linha polymerizing desertedness toluido utriculiform ethmoiditis specializer bdelliums c**ourageous
parli waterlessly townlet `constipate privity .byeman parahormone emboil blackrag antimonid no
ncultural rendzina dodgier ungrum`py encarnaliz
e wavies ecl**ats wynns silenaceae bayz cudgele
d olid verste myt*hicism kerygmata semiclinical semimanufactured stoup possessives sylvester unclotting backslidingness gandering transilluminati`ng tepetat.e undernomen dihybrid cindery mitoses silicospongiae nondetachment pazaree subquality* mocked phaeton count ersynod grues omest braw silkolene HELP b,esplash gay legua homodo,x outrun customized befools fedellini amebic floribunda habilime.ntary unscioned cojusticiar foreshot nonp.reventively untop sparking vardapet drawnly teloptic outcharmed besmothe r midlines unodorously di.fferential scurfier betraying paral~~ipomenon pneumatosic staves armariolum octosepalous aurantiaceous~~ hemiteria forbidal trenchantness centr,aler epid
erma repropit~~i
ation
submitted by stroke_bot to nullthworldproblems [link] [comments]


2019.11.02 21:07 d4n1l0v3 Vocês conhecem a Teologia da Missão Integral?

Assim como existe a Teologia da Libertação, ligada à Igreja Católica latino-americana e constantemente ligada ao marxismo, existe uma corrente evangélica nascida há poucos anos atrás e que tem ganhado força no Brasil. A TMI, assim como a TdL, versa sobre a importância do aspecto social do Cristianismo através de cada indivíduo. Comecei a ler essa semana um livro do Paulo Cappelletti, que compara as duas teologias, e vim postar isso aqui pra ver se tem mais gente que conhece essas linhas.
Comecei a criar minha consciência política há menos de 10 anos atrás, justo na época de transição do PT para o que estamos vendo hoje. Devido a isso, sempre tive um pé atrás com o marxismo, apesar de concordar com a maioria das ideias. Lendo sobre essas teologias hoje, não consigo enxergar como uma ligação ao marxismo pode ser ruim, tendo em vista como o povo latino sempre foi feito de lacaio pelos grandes países do Ocidente.
Ainda estou só começando esse livro, mas acho que vai ser um 'life changing' pra mim.
submitted by d4n1l0v3 to brasil [link] [comments]


2019.10.01 12:35 rzymler Relato. Ative o PIN do SIM (CHIP) do seu celular e mude ele para evitar que acessem suas informações!

TLDR: roubaram meu celular duas vezes e conseguiram resetar minhas senhas. Para evitar que isso aconteça com você, ative o PIN do seu CHIP e ALTERE ele!
Moro no Rio de Janeiro e ano passado fui roubado. Levaram meu iPhone e eu liguei na operadora para cancelar minha linha. Achei que estava seguro, já que dizem que com a autenticação de dois fatores ligada no iPhone os caras não iria conseguir resetar meu aparelho. Porém, os caras são muito rápidos e nesse meio tempo conseguiram resetar minha conta do Facebook e ter acesso a várias informações minhas. No final, conseguiram acessar meu Apple ID e retirar meu iPhone do "buscar iPhone".
Ante-ontem minha irmã também foi assaltada e levaram o iPhone dela. Novamente, apesar dela ligar para cancelar a linha, os caras mudaram a senha da conta Google dela, tiveram acesso a todas as senhas inclusive de banco armazenadas no Chrome e conseguiram tirar o iPhone do "buscar iPhone". Nesse caso foi ainda pior, pq acessaram a conta do banco dela, fizeram um empréstimo e começaram a transferir o dinheiro.
Tudo isso poderia ser evitado com algo simples. Basta ATIVAR o PIN do seu SIM card (Chip) e ALTERÁ-LO. Esses caras pegam o chip do celular roubado, colocam em outro celular e assim conseguem resetar várias contas por exemplo do Google, Facebook, Apple entre outras pelos códigos de ativação enviados por SMS. Se você ativar o PIN do chip e alterar ele, quando colocarem seu chip em outro celular ele vai pedir esse código e não vai funcionar até a pessoa acertar os números. Isso vale tanto para Android quanto iPhone.
Uma coisa importante é que cada operadora tem um PIN padrão. A Vivo usa 8486, a Claro 3636, a TIM 1010 e a Oi 8888. Então não adianta apenas ligar o PIN, você precisa alterar ele se não fica fácil de acertar. Primeiro quando você ativar o PIN ele vai pedir esse padrão. Em seguida, você poderá alterar para outro número de sua escolha. Se alguém errar o PIN 3 vezes, o seu chip será bloqueado e você terá que destravar usando o código PUK (vem naquele cartão junto com o chip) ou pedindo um novo na operadora.
Achei um post de 2018 do /brasil sobre isso: https://www.reddit.com/brasil/comments/a4fkvx/habilitem_a_exig%C3%AAncia_do_pin_senha_do_sim/
Link explicando como mudar o PIN no Android e iOS
Android: https://www.tecmundo.com.bandroid/80914-mudar-habilitar-codigo-pin-sim-aparelho-android.htm
iOS: https://support.apple.com/pt-bHT201529
submitted by rzymler to brasilivre [link] [comments]


2019.10.01 12:33 rzymler Relato. Ative o PIN do SIM e mude ele no seu celular para evitar que ladrões peguem suas informações!

TLDR: roubaram meu celular duas vezes e conseguiram resetar minhas senhas. Para evitar que isso aconteça com você, ative o PIN do seu CHIP e ALTERE ele!
Moro no Rio de Janeiro e ano passado fui roubado. Levaram meu iPhone e eu liguei na operadora para cancelar minha linha. Achei que estava seguro, já que dizem que com a autenticação de dois fatores ligada no iPhone os caras não iria conseguir resetar meu aparelho. Porém, os caras são muito rápidos e nesse meio tempo conseguiram resetar minha conta do Facebook e ter acesso a várias informações minhas. No final, conseguiram acessar meu Apple ID e retirar meu iPhone do "buscar iPhone".
Ante-ontem minha irmã também foi assaltada e levaram o iPhone dela. Novamente, apesar dela ligar para cancelar a linha, os caras mudaram a senha da conta Google dela, tiveram acesso a todas as senhas inclusive de banco armazenadas no Chrome e conseguiram tirar o iPhone do "buscar iPhone". Nesse caso foi ainda pior, pq acessaram a conta do banco dela, fizeram um empréstimo e começaram a transferir o dinheiro.
Tudo isso poderia ser evitado com algo simples. Basta ATIVAR o PIN do seu SIM card (Chip) e ALTERÁ-LO. Esses caras pegam o chip do celular roubado, colocam em outro celular e assim conseguem resetar várias contas por exemplo do Google, Facebook, Apple entre outras pelos códigos de ativação enviados por SMS. Se você ativar o PIN do chip e alterar ele, quando colocarem seu chip em outro celular ele vai pedir esse código e não vai funcionar até a pessoa acertar os números. Isso vale tanto para Android quanto iPhone.
Uma coisa importante é que cada operadora tem um PIN padrão. A Vivo usa 8486, a Claro 3636, a TIM 1010 e a Oi 8888. Então não adianta apenas ligar o PIN, você precisa alterar ele se não fica fácil de acertar. Primeiro quando você ativar o PIN ele vai pedir esse padrão. Em seguida, você poderá alterar para outro número de sua escolha. Se alguém errar o PIN 3 vezes, o seu chip será bloqueado e você terá que destravar usando o código PUK (vem naquele cartão junto com o chip) ou pedindo um novo na operadora.
Achei um post de 2018 do /brasil sobre isso: https://www.reddit.com/brasil/comments/a4fkvx/habilitem_a_exig%C3%AAncia_do_pin_senha_do_sim/
Link explicando como mudar o PIN no Android e iOS
Android: https://www.tecmundo.com.bandroid/80914-mudar-habilitar-codigo-pin-sim-aparelho-android.htm
iOS: https://support.apple.com/pt-bHT201529
submitted by rzymler to brasil [link] [comments]


2019.09.27 15:34 stroke_bot upspew renovated preexisting pronomial

nodal anatomizing thulr anagogic respiratorium preascertains overcap psyche crackbrained stopwork v*elocipedic shaur.i untightene
d coppers,mithing disauthentic v
irement .toothing leucopyrite proviant tumidly unfailably retina caponiere sinanthropus ba
rfed tiger
nut coccyx es unintrepidly tejon destructioni.st beetleheadedness rammer brender psit**tacistic cocash** decolorant naren perennials f~~ruitions disguiser** convalescence petasus saligram sapiences instrumentals condemnably reinfer g*aub landforms~~ gimpier overme
anly antisavage sphalma faultfinders whiteblaze declaimed ,readvertise indusiate surficial c,oxed baronetiz~~ed stodtone blossomles*s bar
oscopical meeth burrer unilinear sibilant fooder scis
sored clockface apician vascularities polyg~~onum preoffensive perityphlitis sonovoxes mehari spellbinders tricellular oh.v missileman kno`ll kaba.kas treppe helled unsuspectedly oversigned kinem*atically ~~cla,vodeltoid insuetude hub hund,redman oose volcanized configuration
ist ma kers durative personifiant devotionally zyzomys bailpiece, hexagon~~ inomyositis triba,l pen`tylic hepaticotomy guardfully iterative noninflammability zent,ner ligulated sho.pman sequela chararas inconsideracy trush limberest prosneusis torvity culverins otidiphaps coroplast kelps sc~~rinium p,rediagnostic hippuri.tic strandedn ess clodding config,urating lepidomelane ke tubahs biddulphia tumulous s**curvies clouters ununionized phonetician homeless cambistry mixup, lenticulated pil laging sheepdog scrumple chordally salthouse schematist ~~relets unmoney.ed axillary nonrousing ruble suffaris preappo
i**nted chitosamine mannaia do
lorimetric eructation odontaspididae bebl
ood meta~~cycli
c pneumolysis archive
d~~ peeresses sassanid blast.ocarpous `langrels bel
ittlement me
di
anity. panegyrics taos asteraceae selahs fittingly holmia boneshaker monsoonish,ly. conspiratress unhobbling canopy arsenate otolithidae** data*punch truths
barrowm,an proexposure coarbitrator roughener swizzl.ed insolubilizing unparalyzed eft ent eradenology st umpy columnize catchpenny plenipotentiarily tulwar assistantship couthie ostracoda miltonism uptears linha unslacked princelike protozoonal interlie platyglossal linearizin**g peership chatte,rtonian f,orjudger unicus.pid siliceofluoric lordoses ,sorbing gentilism boati,on grand,sons comptrol dandifies zwiebacks ethologists preerection latration civil`e submak*roskeli,c nonf~~a
stidiousness bitti.um h.edonist deiphobus insulating handworkman predemons~~tr**ating superjets legionry quebec phytonadione spandy subduction toxicities noncongruent weensiest spellcraft mopane intercivilization haulse feasted castlewise c
ollocation indi~~spose gamine narcotised perv**ersive ido~~neous circ.umcone someplace impark padlocked chylification ra.th hoveler bist edgerman porch beworm unreplaced
res
paced cystophotography no.nsolids melloni
des pickerelweed anglepods cowardish overnea**rness am~~enite clin
ophobia nullable drayh.orse overgi.rdle alcoholomania friskle cuvage docketed PLEASE* overkeenness blacktongue harlemese adhibit floorme n tacker lignosulphite aquatint vo,taries blastocoele cryptarchy~~ vulsella andouillette pimpliest "Segmentation faul.t (core dumped)" disco*mmender chequerwise pinaceae liquid arduously crotalaria unomniscient .noghead dejecture jackassn ess prankiest requirin g epochism costrel taich mongrelized pinons anabolite adipoceriform vigorishes postpneumonic matting circuiter imperceptible superoxalate loon almadie initiatrixes nonnationalistic
slakeable bot
anise st.ereocamera~~ prememora~~ndums triamorph dj
submitted by stroke_bot to nullthworldproblems [link] [comments]


2019.09.24 22:55 stroke_bot monoplasmatic imblazed temptability extempory faked creams subdichotomize meuse

cu*nningness galopin cockshies nonfactious intertrinitarian spongeproof triplo
id upases pitchometer upgirds unterrible rochet quintillion obsolesc nonmajority magnetostatic fasts jalopy mancipable posthexaplar. untensi,ng e`strual vinosity l
inguaciousness keawe registral nicotinian cataphoretically cherubfishes clarti,er unexact**ingness birses polariscoped reiterated swankiest scr,iven` septemvious "ZeroDivisionError" entocranial excepting blaspheme galoshes razors cetol
ogist reexcavated nondist.racting skittish d,o,ubters preofficially officaries macrobacterium cy~~mometer talitha yu*ks literalised acce`ptilate *taupou gluttonies assai chromatophil
ia adderwort sunsetty diathermous pentadecago
n overcompl**acent bra
silia cosey guani**ferous unripening typebars prune
lles^ condite fluster~~a`te devinct fonde,st patinae antisch*ool boccis eloquentness reductionist stereochromica,lly. sicambriunalienably sha
llops calcimining semiearly adorned shebeans shorebirds shilingi* hypoactiv**e sulphoxylate tenonostosis trouss hazarde
r consternated ort
hopneic pathologicohistological inemulous brachypleural .grolier nonsymbolica~~lly acier unserviceable seminaphthalidine videtur turd tripemonger undyeable reconde
nsing parasyntheton innermostly helicity obnubilate laz.e congeliturbation seismometrical mutation firca ane*urys,m busaos unflatted transf,ers deeryard dustpan porett sialid lamprophony .hypophosphate understander unisonance tolidine anchormen centraxonia unplacem~~en.t noncomplaisant spatterdoc.k guffy bolloxes unacademically
tubulization frostier dioctophyme inductor surmountableness tellach peristeromorphae platinate alcoate macaber precomputing teethbrush** tortuously inseparable c.ondenses derogatorily ruffiani**sm isatinic~~ acclimatization unarrogate`d mastodontic unpillaged nonde
fining swashes p,erichorioidal saprolegniaceo,u`s uncon.gruously extemporization politick
ed monogeneous, duend.e an`timatter popularis
m ski,nker ocydromus oeillades actings unsinga,bi`lity razzly diaboliz**ation woof backsides inadaptable nonindustriousness aryten.oidal ankaramite starosti hypodermatoclysis unassaulted plicative bonnetieres organistshi,p catechetic
delire da~~wny
reasoner wanth.ill nonzoologically a,rchiver ove~~rfat houndy cacotopia pantometric undemocratized sarod dobbers stilbum eumycetic pigsticker anythingarianism forgetter shingling woodwright nonun,ification airwaves unrefractiveness de.afened r
etrieve retailer clausular flirtling yogi bilby pelvisternal unporous bigmouthed therms ramh
ood kafirin teamsman joystick linha troy mytilaceous flauntily xyl.ograph unbowdlerized winze desalination saults exaltative stroked beau incr,eate arctation hamamelis nonaccrued shoop estadio mubarat hemostasia extramarit,al retradition sinic chint**ziest unexhilarating charivariing nowhere ~~f ossiform filete`d knar semiordinate counterfactually flewit reestablished photal herac
leum screaky obtusest phantasmagor*ias egalite .gobia stalagmometer uningestive ravene,d stadium honeyful palaeoentomological machete marcello hamad,a^
acetamidin foretrysail hosiomartyr nael postapoplec~~tic demeritoriously *prep.romo.ted beeishness staffs s
crounging ~~taurophobe assim*ilabl,e obtruncate jejunum phthirophagous tigerflower antiperthite dueful conjunctives pleas
ur,eproof m
onesia. inkhornism mishmoshes sulphuret specula allottee **diamegnetism catoism korn**ephorus wirelesses warpaths bour law calili idrialite misdrove ,nonmyopic sejunctly cuddled cen tavos ghostlily grassflower factorials unper
se
cu~~ted pasticheuses hydroguret categorically miniaturists contrib millrind "Segmentation. fault (core dumped)" deuteroscopic curvital lycopene osm,ateria proximally preindulged regloss incudectomy trenchermaker "Segmentation fault (core dumped)" overselling brynhild nonpurchasable bradytelic hyperazotemia lohoch t.racheloscapular drapers hirsutism xylorcinol *gadsbud osteolepidae mordancy reoutline wigwam res.tir ring ~~supersulfurizing rhythmicities smuisty panoplied surtur,brand haikal societologist importers whosumdever benniseed outrunning dilettanti~~st nucal sunbonnet audiometries cathouses pseudoacademical episod**ial sulphochloride
electromerism idiographical^ commonalties refrig homocerc parture
alveololabial infra
patellar super.d
ejection nineted absit quickener matrocliny toorie swith optimisticalness coevolvedcoe`volves resuscitant de
populators anemia struthonine noncapita*list ideophobia perigr~~aphic de
clarant rattleroot theologaster monog,raptida,e~~ larcin tremola
nt junglewar*ds shipless `eleocha~~ris^ ,nasologist elmwood induline midrange dictated cohabitan cy bristler tagbanua betwattled pyrochlore armful sel
domly backyarde
r alumines
portentive undergoing aerophysics oxychromatin ringbarked ratte,l carageens obnou`ncing mountain eer parturifacient neurovaccination typony
mous thunder discoursing su**p
era
ddition optologist zoisi~~te f**i
llmore uninquired woodgrouse volat`io**n noninheritable semisati
ric raygrasses marshallin**g emergents coacceptor musically tanno~~id absorber attempter sequence hybridizable selfpropelling swiftian
distraint ouzo panicmonger thornstone bridgepot aestheticist theaceous
submitted by stroke_bot to nullthworldproblems [link] [comments]


2019.09.18 21:23 stroke_bot woman underogatively

microdrive vauguelin~~ite antherless commie nonmutinously whisson m.anuprisor wanyakyusa unde*rpinned geospiza hurricano chap
eaux flewit subband britishly hockelty linha scrapman dar,winians glyptod,ontidae dilettantist symbolisation neoterics oui sheepshea.ri.ng tilyer concycli.cally emblazers titrimetrica~~lly parapteral denaturalization anatomists mainland hirmos inordinateness homager boohoo
ed unqui**ckly ataraxies `troutless dyskinetic inks unepitomised dhobi car
ambola resilvering overgot~~ten hemostats `themis longstanding cookmai,d counterstimulate alphosis autotrip,l**oidy cap ancistroid nonclearance natimortality unanticipatedly relievo pl
atybregmatic phot*oheliography outspend trudge ass,essor exonerates arguer boxty lanigerous superabsurd conductio subtiliate clintonite lib ellulidae aft bloodthirstiness sin,gingfishes outpoint decal,ogue lexicality r
acelike untechnicalize mesentery wolfhound uninvadable p*hytoglobul.in embroi~~derers g
umbolike ~~haloperidol s eqence unpurposelike dished unloader prie bifi date sat,irise tetra sepalous placer lau`ds dashin*g aplustria coelicolae kiabooca o.opack untumidity den
tiparous doty existent`ialists moton glossarian prev~~isibility garmented kan yodel.lers lorriker obduration histo,ricogeographic,al gammacism feelies n
onfiduciary ridibund~~ e.lain hexosephosphoric antimeter sanguineness unde
rflowing hastile expl osion hassing aneurilemmic supernova ox pillicock rubiaceae alienists menages requesters pse*ud~~oconcha con descending fiddledeedee einsteinian washingtoniana prechoice platiest un**muffl^ed trover vacuumed scyllaroid confirming ileuses froggery teaze hi~~storiographers vernaculariz,e piffling metaboliselupis fotui prittle *satanic incarcerating cottonocracy overscream normothermic fluentness trichlorometha,ne fantigue slope tra,ns parency dungaree nonphilanthropic unpr
intable kakatoe nonoptic oxyrhine manchester nuzzles unfinishable assertedly sarcolite individualizes s
caldini odontoma diluendo appliably r*enocutaneous flunkey umbellate e,xla systematicness tupinamba contextive unremembered intercess gynecocentric itonaman. allie reviewers accouplement haptotropic vulgarizer gu.rry unconvincingly ledgers inartist~~ic obfuscous pericentric
demolition panchax env aye ungoverning oatland discriminoid cumulene curvometer ~~propi,ning ver,mination woollies hoardward sancti^on sombreness .cubitoplantar crammers sejunctive metasilicate coccygine diaphtherin tupperian nonsuccess ively inexpansive liberalizer sightseen nonrepresentable interspinous lamby guerdons proport deproced
uring grandsirs overdrawer nullable quantify stagecoaches mennonist anas affrayed beanbag bantered* acidify jocularly nonv~~esting unpervasive passportless un
gutt~~uraln,ess objectan`t agitato
rs butein~~ viking sulphonation thridacium avowter uzbeg astrology cantered s,pokes varletess birding seconder myelolymphocyte catchline launches qui*an
gan~~ lowlife ownwayi`sh utilizabl,e semil*atus hyp
ocyclo
id uncorr
upting retinopapilitis coif nonperilously kirtle
,crumlet rag abash protodonta accurtation stigmaria extranidal typ**h.oidlike cartelist tria`zane refels circumparallelogram pri,zers pse
udocentrum pansified snowsh
oeing ba.ss
o hypermetaphoric raffler retrospection gung carteli~~zation nonmetri cally de*coherence dawks quadri
syllable wielde*d alew,ives mishears impecuniously nonsingularity nea overgenerally madh`va nondistractingly *cautionary scrubby soundboard carroccio overplaus,iblenes.s* pter
op~~ho,r
us proboscidea p,luvioscopic pr`octocolonoscopy al.getic belays crts oppilate fany gumphion pemphix estival lip,oidemia had,do resentenced cfm melianthus
pilos
ity nets erythrulose t`ophyperidrosis fol
iosity subcrepitatio
n leopoldite desireless oiltight reflationism unquestionableness hyperoxygenized fastigious an*tiprotozoal reintercession rotunditi es unannoyingly megacurie flem spotteldy blackballs unmarveling cl~~ disarrays mordaciously iolite unrecollected virginals "ZeroDivisio.nError" lithotritic iridoline likingly~~ perimorphic alhambresque redocket monopolous .guanaco bebang ketting schuh moldboards equinecessary mellification myceto**me mult~~isyllabic ductible overdelicate desand sa
urless^ munificent recaging ch,eiropatagium adsorptively antianthropocentric giga resinifluous siroc unamative banjoes appendoron.tgenography rubbery punctiform speary rew,eave tetraphosphate br,ushlessness fati,gued smashing nonironicalness vainly roland outpopulating dsr resecur.e treaters, phyt.opathologist unposed threepe**nnyworth^ c
hromo,blast telical dementate
a`ustralic vivi d
ialysis sonnetising adventured gynopara toge,d fiddlestick equuleus blindfoldedness undenominationalism discommodious underadjustment trouveres desugared crossovers symbolise gesnerian nonconcern undergoverness pantsuit u,ntoxic mirdha dimethoate unin.cestuous thermotherapeutics whiskery salamandrina. squamuliform** lionlike
submitted by stroke_bot to nullthworldproblems [link] [comments]


2019.08.02 23:07 rBearwulf Problem with the Update-Help command

I recently started to learn PowerShell,mainly due to Zed´s advice.While watching a video on using the Help command,I got stuck in the part where we update the files,and I have been getting the same message that says:
"Failed at updating help for the modules 'Defender, Microsoft.PowerShell.ODataUtils, Microsoft.PowerShell.Operation.Validation, Whea, WindowsDeveloperLicense' with the User´s Interface Culture.Connecting to help contente wasn´t possible."
And then:

"Fail at uptading help for the modules 'WindowsUpdateProvider' with the User´s Interface Culture.It wasn´t possible to recover the XML archive 'HelpInfo' for the User´s Culture Interface.

Update-Help : Falha ao atualizar Ajuda para o(s) módulo(s) 'Defender, Microsoft.PowerShell.ODataUtils, Microsoft.PowerShell.Operation.Validation, Whea, WindowsDeveloperLicense' com a(s) cultura(s) da interface de usuário {pt-BR} : Não é possível conectar-se ao conteúdo da Ajuda. O servidor no qual o conteúdo da Ajuda está armazenado pode não estar disponível. Verifique se o servidor está disponível ou aguarde até que ele volte a ficar online e tente o comando novamente. No linha:1 caractere:1 + Update-Help + ~~~~~~~~~~~ + CategoryInfo : InvalidOperation: (:) [Update-Help], Exception + FullyQualifiedErrorId : UnableToConnect,Microsoft.PowerShell.Commands.UpdateHelpCommand Update-Help : Falha ao atualizar Ajuda para o(s) módulo(s) 'WindowsUpdateProvider' com a(s) cultura(s) da interface de usuário {pt-BR} : Não é possível recuperar o arquivo XML HelpInfo para a cultura da Interface do Usuário pt-BR. Verifique se a propriedade HelpInfoUri no manifesto do módulo é válida ou confira sua conexão de rede e depois tente novamente o comando. No linha:1 caractere:1 + Update-Help + ~~~~~~~~~~~ + CategoryInfo : ResourceUnavailable: (:) [Update-Help], Exception + FullyQualifiedErrorId : UnableToRetrieveHelpInfoXml,Microsoft.PowerShell.Commands.UpdateHelpCommand
submitted by rBearwulf to PowerShell [link] [comments]


Carrinho Seguidor de Linha PID LINHA INDONÉSIA Bonitinhas e Perigosas - Nascida Ma - 1x12 - Investigacao ID Linha de Frente CRIMES QUE FICARAM NA HISTÓRIA T04 E01 ... Trava Horizontal de Linha e Rolagens - YouTube Porta cone de linha! - YouTube Linha de Passe - YouTube NÃO COMPRE LINHA INDONÉSIA ID & KAPTA - Linhas Tortas

Linha - Minecraft Wiki Oficial

  1. Carrinho Seguidor de Linha PID
  2. LINHA INDONÉSIA
  3. Bonitinhas e Perigosas - Nascida Ma - 1x12 - Investigacao ID
  4. Linha de Frente CRIMES QUE FICARAM NA HISTÓRIA T04 E01 ...
  5. Trava Horizontal de Linha e Rolagens - YouTube
  6. Porta cone de linha! - YouTube
  7. Linha de Passe - YouTube
  8. NÃO COMPRE LINHA INDONÉSIA
  9. ID & KAPTA - Linhas Tortas
  10. Gerar Código ou ID de Lançamento Automático em Planilha ...

id: Eu já estou farto que me acuses eu estou cansado das luzes que iluminas para os meus defeitos Sao preconceitos em contextos onde não encontro conceitos para te responder à letra site: http://tbrdocs.blogspot.com Canal 2: https://www.youtube.com/user/tbrdocs Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. galera .. testei a linha no festival de pipa ..porém é como eu disse , não presta ! tomei 8 rélo pra poder cortar 2 tive que passar cerol na minha linha pura pra poder soltar no festival ... Trabalho da Disciplina de Instrumentação e Controle de Processos Químicos - Engenharia Química - Ano Letivo 2014. FURG - Robô seguidor de linha usando controle PID. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. QUEM ENROLAR PRIMEIRO GANHA LINHA DE NYLON DE 500 JDS E PIPA - Duration: 13:18. Roberto 14K 1,178,746 views. 13:18. AGORA FICOU SERIO ... Aprenda a fazer um porta cone de linha com material reciclado. Muito útil para quem não gosta de usar carretel pequeno! Aprenda também como enfiar linha na m... Gerar número identificador para cada registro da planilha efetuado com Userform VBA. Gerar Código ou ID de Lançamento Automático em Planilha Excel VBA. Os nú... Nesse vídeo eu detalho como funcionam os princípios da THL ou Trava Horizontal de Linha, uma das estratégias mais simples e ao mesmo tempo lucrativas que já ...